Home
últimas
Famosos Brasileiros
Famosos Internacionais
Famosos na praia
Filhos de famosos
Fotos de famosos
Instagram dos famosos
Aniversário dos famosos
Principais notícias
Namoro
Todos os temas
Novelas
Novela Velho Chico
Novela Haja Coração
Novela Sol Nascente
Minissérie Justiça
Série Supermax
Malhação
Novela A Terra Prometida
Novela Escrava Mãe
Novela Cúmplices de um Resgate
Resumo de novelas
Novela A Lei do Amor
Novela Rock Story
Novela À Flor da Pele
TV
Tamanho Família
Domingão do Faustão
Mais Você
Fantástico
Encontro com Fátima
Programa Xuxa Meneghel
Caldeirão do Huck
Beleza & Estilo
Look dos famosos
Boa forma
Bem-estar
Cabelo
Quem vestiu melhor?
Cinema
Tapete vermelho
Estreias
Oscar
Cannes
Festival do Rio
Angelina Jolie
Jennifer Aniston
Brad Pitt
Tom Cruise
Leonardo Dicaprio
Famosos
Grazi Massafera
Bruna Marquezine
Lucas Lucco
Camila Queiroz
Giovanna Antonelli
Alexandre Nero
Marina Ruy Barbosa
Paolla Oliveira
Ivete Sangalo
Caio Castro
Anitta
Juliana Paes
Thiaguinho
Sabrina Sato
Vídeos

'A Regra do Jogo': Alexandre Nero opina sobre redenção de Romero. 'Só morrendo'

Compartilhe no Facebook
'A única forma de alguém virar um herói é morrendo', afirma o ator sobre o final do protagonista da novela de João Emanuel Carneiro

"Quando morre, todo mundo vira santo". Para Alexandre Nero, essa é a única redenção possível para Romero Rômulo na novela "A Regra do Jogo". Com a proximidade da reta final da trama das nove, o intérprete do protagonista falou ao Purepeople sobre o os desafios do personagem e suas expectativas para o desfecho. "É um cara que será eternamente infeliz", afirma. No folhetim, o protagonista se prepara para dar o golpe do baú na mocinha, Tóia (Vanessa Giácomo); e é amante da vilã, Atena (Giovanna Antonelli).

Em meio a um ritmo frenético de gravação, Nero faz uma pausa nos bastidores e uma análise de Romero. "De longe é um dos personagens mais difíceis que interpretei na minha vida. Ele passa rasteira no público e em mim o tempo inteiro, nos engana. Quando eu penso que ele não vai fazer mais alguma coisa, ele vai lá e faz. Talvez esse seja um dos personagens mais humanos da teledramaturgia. Porque o Romero é a maior contradição que pode existir, e o ser humano é isso: ele te ama de dia e de noite está te odiando. O tempo inteiro são milhões de pessoas numa só, ele se contradiz, e acredita nas mentiras que ele mesmo conta", diz.

Dividido entre Toia e Atena, entre o bem e o mal, o protagonista da história vive numa contradição. "É um cara que será eternamente infeliz. Porque nada para ele é o bastante, ele acha que quer dinheiro, mas quando consegue, se sente culpado porque sabe que tem muita gente passando fome. Só que daí ele ajuda quem está passando fome, e pensa 'ah, mas eu quero ter dinheiro, quero viajar, tomar vinho francês!'".

'A única forma de alguém virar um herói é morrendo'

Sobre um possível final para o personagem, o ator revela que só vê a morte como maneira de Romero se redimir: "Não é uma torcida, é só o que eu acho. O João (Emanuel Carneiro) falou que teria uma rendenção desse cara. Eu acho que a única maneira de um ser humano de verdade, real, ter uma redenção é morrendo. Porque quando morre, todo mundo vira santo".

Nero rejeita comparações com o Comendador José Alfredo, protagonista que morreu no fim da novela "Império", e completa: "A única forma de alguém virar um herói é morrendo. Enquanto estiver vivo, todo mundo tem um rabo preso, um lugar frágil para atacar, para ser atacado... E o Romero não é diferente, ele tem defeitos e qualidades, como todo mundo".

Para ele, a humanidade do protagonista funciona como uma espécie de espelho invisível do telespectador: "A novela fala tanto das pessoas que o próprio público não se enxerga nele. O Romero se engana que ele é bom, e o público também. As pessoas acham que elas são boas, mas não são. Elas têm muita coisinha ali embaixo... E acham que são melhores que os outros. O problema são os outros e o Romero também acha".

(Por Samyta Nunes)

Acompanhe também as últimas notícias dos famosos pelo nosso Facebook.
Comentários