'Amor à Vida': além de HIV, enfermeira Inaiá descobre estar com câncer raro

Os dias tranquilos da enfermeira Inaiá (Raquel Vilar) estão próximos de chegar ao fim. Nos próximos capítulos de "Amor à Vida", a jovem vai descobrir que é portadora do vírus HIV e que está com um câncer raro, provocado pela baixa imunidade, como informou a coluna de Patrícia Kogut no jornal "O Globo".

Com um resfriado que não consegue curar e uma ferida no pé que não cicatriza, Inaiá pede ajuda a Joana (Bel Kutner) para marcar uma consulta com a dermatologista Amarilys (Danielle Winits). Mas como ela está de licença por causa do acidente de carro que sofreu, o Dr. Lutero (Ary Fontoura) a atende. Desconfiado da gravidade da situação, o ex-cirurgião pedirá um exame de sangue para detectar AIDS.

Dias depois, já com o resultado em mãos, o infectologista procurado por Inaiá dará o resultado e ela ficará incrédula: "Mas doutor, eu não tenho o perfil das pessoas que costumam ter HIV. Em geral, pelo que eu sei, são gays. A maioria são gays, não são?".

O médico não só negará como a informará que além de AIDS ela está com câncer. "Essa sua ferida no pé é um tipo de câncer raro, que só aparece em pacientes com baixa imunidade. Chama-se Sarcoma de Karposi. Você vai ter que iniciar o tratamento imediatamente".

E o médico alerta ainda que a moça deve procurar seus ex-parceiros sexuais para falar sobre a doença e pedir que todos façam o exame. Ela logo fica preocupada com a reação de Laerte (Pierre Baitelli), mas garante que vai conversar com ele.

Completamente atordoada, a enfermeira será afastada de suas funções temporariamente por Herbert (José Wilker) até que sua carga viral fique indetectável, para não comprometer a saúde dos pacientes.

Acompanhe também as últimas notícias dos famosos pelo nosso Facebook.
Veja também
últimas notícias dos famosos
Não perca!
Comentários