Home
últimas
Famosos Brasileiros
Famosos Internacionais
Famosos na praia
Filhos de famosos
Fotos de famosos
Vídeos
Namoro
Instagram dos famosos
Principais notícias
Todos os temas
Novelas
Novela Segundo Sol
Novela O Tempo Não Para
Novela Espelho da Vida
Malhação - Vidas Brasileiras
As Aventuras de Poliana
Novela Jesus
Novela O Sétimo Guardião
Resumo de novelas
TV
Domingão do Faustão
Mais Você
Encontro com Fátima
Caldeirão do Huck
Fantástico
Cinema
Tapete vermelho
Estreias
Oscar
Cannes
Festival do Rio
Angelina Jolie
Jennifer Aniston
Brad Pitt
Tom Cruise
Leonardo Dicaprio
Famosos
Bruna Marquezine
Marina Ruy Barbosa
Sasha
Anitta
Grazi Massafera
Ivete Sangalo
Giovanna Antonelli
Meghan Markle
Chay Suede
Letícia Colin
Camila Queiroz
Sabrina Sato
Michel Teló
Juliana Paes
Cabelos
Make
Moda
Dieta & Saúde
Beleza & Estética

Girl Power na Copa! 6 momentos em que mulheres mostraram sua força no mundial

Compartilhe no Facebook
Veja momentos em que mulheres de todo o mundo mostraram sua força na Copa <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="pt"><p lang="pt" dir="ltr">Copa do Mundo: <a href="https://twitter.com/hashtag/jornalistas?src=hash&ref_src=twsrc%5Etfw">#jornalistas</a> iranianas são as primeiras mulheres a cobrirem o mundial pelo país <a href="https://t.co/ZjpFedzcJB">https://t.co/ZjpFedzcJB</a>  Mona Hoobeh Fekr e Samira Shimardi são as primeiras mulheres autorizadas, pela Federação Iraniana de Futebol, a cobrirem o mundial <a href="https://twitter.com/anistiabrasil?ref_src=twsrc%5Etfw">@anistiabrasil</a> <a href="https://twitter.com/juremawerneck?ref_src=twsrc%5Etfw">@juremawerneck</a> <a href="https://t.co/BsYUT3RTwl">pic.twitter.com/BsYUT3RTwl</a></p>— Claudia Duarte (@Duarte_Cau) <a href="https://twitter.com/Duarte_Cau/status/1012090651612205056?ref_src=twsrc%5Etfw">27 de junho de 2018</a></blockquote><script async src="https://platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script>
Veja momentos em que mulheres de todo o mundo mostraram sua força na Copa <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="pt"><p lang="pt" dir="ltr">Copa do Mundo: <a href="https://twitter.com/hashtag/jornalistas?src=hash&amp;ref_src=twsrc%5Etfw">#jornalistas</a> iranianas são as primeiras mulheres a cobrirem o mundial pelo país <a href="https://t.co/ZjpFedzcJB">https://t.co/ZjpFedzcJB</a> Mona Hoobeh Fekr e Samira Shimardi são as primeiras mulheres autorizadas, pela Federação Iraniana de Futebol, a cobrirem o mundial <a href="https://twitter.com/anistiabrasil?ref_src=twsrc%5Etfw">@anistiabrasil</a> <a href="https://twitter.com/juremawerneck?ref_src=twsrc%5Etfw">@juremawerneck</a> <a href="https://t.co/BsYUT3RTwl">pic.twitter.com/BsYUT3RTwl</a></p>&mdash; Claudia Duarte (@Duarte_Cau) <a href="https://twitter.com/Duarte_Cau/status/1012090651612205056?ref_src=twsrc%5Etfw">27 de junho de 2018</a></blockquote><script async src="https://platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script>
O mundial, cuja final acontece neste domingo (15), na Rússia refletiu o momento de busca cada vez maior pela igualdade de gênero: diante de assédios, jornalistas e torcedoras fizeram barulho; muitas torcedoras iranianas tiveram a oportunidade de ver pela primeira vez sua seleção em campo e a Croácia, seleção finalista, traz duas mulheres fortes para reforçar a torcida e os bastidores. Confira!

A Copa do Mundo acaba neste domingo (15) com Croácia e França disputando o primeiro lugar e, apesar de o hexa não ter vindo após a eliminação do Brasil nas quartas de final contra a Bélgica, o Purepeople reuniu 6 motivos para mostrar que o torneio trouxe momentos de grande importância para as mulheres.

1) Denúncias de assédio

A triste realidade do assédio se mostrou presente também no mundial, envolvendo até celebridades, como a atriz Giovanna Lancellotti e as mulheres mostraram sua voz denunciando. Ainda nas primeiras semanas do mundial, uma jornalista russa apareceu em um vídeo falando palavras de baixo calão em português, motivada por torcedores brasileiros e o caso ganhou repercussão mundial. No Brasil, várias atrizes saíram em defesa da jovem e criticaram a atitude dos compatriotas. Mas ainda há um longo caminho a ser percorrido: a ONG "Fare Network" atuou em parceria com a FIFA e notificou 45 casos de assédio durante a Copa, sendo 30 denunciados por torcedoras e 15, por jornalistas.

2) Primeira Copa narrada por brasileiras

O canal Fox Sports trouxe, pela primeira vez, mulheres narrando uma edição da Copa. As escolhidas foram Isabelly Morais, Manuela Avena e Renata Silveira, depois de participarem de um concurso promovido pela emissora, o "Narra Quem Sabe". "Nunca tinha narrado, tive que criar uma Manuela narradora, que eu achava legal em cima da minha personalidade. Sei que tem muita resistência do mercado quanto a uma mulher narrando, então queria que fosse o melhor possível para o telespectador", afirmou Manuela em entrevista anterior.

3) Torcida feminina do Irã

No Irã, as mulheres são proibidas de frequentar os estádios desde 1981 e, muitas vezes, se vestem de homens para assistir partidas de futebol. Mas, na Rússia, elas não precisaram se esconder e mostraram toda sua alegria ao torcer pela seleção, com adereços, maquiagens e muita cor! Além disso, em 2018, uma jornalista e uma fotógrafa foram as primeiras iranianas a cobrirem o evento, entrando para a história do jornalismo esportivo: Mona Hoobeh Fekr e Samira Shimardi.

4) Força feminina nos bastidores da Croácia

Se alguns acreditam que a classificação da Croácia se deu pela torcida de Mick Jagger para a Inglaterra na semifinal, Iva Olivari está ali para provar o contrário. A supervisora da seleção croata tem 49 anos e sua determinação se destacou. "Eu não fui discriminada, embora, claro, ouvi coisas do tipo, 'ela não deveria estar ali, seria melhor se fosse um homem, não sabe nada de futebol'... Mas para mim tanto faz estes comentários", disse à AFP a ex-jogadora de tênis, que vai assistir na primeira fila a final deste domingo em Moscou.

5) Presidente no vestiário

Outra croata que roubou a cena foi a presidente Kolinda Grabar-Kitarovic: ela foi a primeira mulher eleita para o posto e, apaixonada por futebol, não deixou de prestigiar o país na Copa. De acordo com informações da imprensa croata, ela pediu folga não-remunerada para viajar à Rússia e ainda pagou o próprio bolso as passagens, de classe econômica. Além disso, ela fez questão de entrar no vestiário para comemorar a classificação da Croácia após derrotar a Rússia, mesmo sabendo que isso poderia - como foi, de fato - ser motivos de críticas.

6) Amamentação e Copa têm tudo a ver

A amamentação é fundamental e, no entanto, ainda muito discriminada quando acontece em lugares públicos. Por isso, uma foto de uma torcedora argentina amamentando enquanto torcia viralizou na internet após o jogo entre a seleção de Messi e a Nigéria. O autor da foto foi Hernan Zenteno e a mãe se chama Vanessa, moradora de Buenos Aires que assistiu no telão da capital argentina a partida com a filha, Florencia. "A princípio, não fiquei impressionado com o lado feminista da foto, já que muitas mulheres aqui são fãs de futebol, não é a primeira vez que tiro fotos de mulheres 'alentando' suas equipes ou reagindo a um jogo. O que é polêmico para algumas pessoas – não para mim – é o fato de ela estar amamentando em público...", disse o fotógrafo ao blog 'Dibradoras'.

(Por Marilise Gomes)

Acompanhe também as últimas notícias dos famosos pelo nosso Facebook.