Home
últimas
Famosos Brasileiros
Famosos Internacionais
Famosos na praia
Filhos de famosos
Fotos de famosos
Namoro
Instagram dos famosos
Principais notícias
Todos os temas
Novelas
Novela A Força do Querer
O Outro Lado do Paraíso
Novela Pega Pega
Novela Tempo de Amar
Novela Carinha de Anjo
Malhação - Viva a Diferença
Série Cidade Proibida
Novela O Rico e Lázaro
Série Filhos da Pátria
Novela Belaventura
Novela O Sétimo Guardião
Minissérie 13 Dias Longe do Sol
Resumo de novelas
TV
Masterchef
A Fazenda
Domingão do Faustão
The Voice Brasil
Mais Você
Fantástico
Encontro com Fátima
Caldeirão do Huck
Beleza & Estilo
Look dos famosos
Boa forma
Bem-estar
Cabelo
Quem vestiu melhor?
Cinema
Tapete vermelho
Estreias
Oscar
Cannes
Festival do Rio
Angelina Jolie
Jennifer Aniston
Brad Pitt
Tom Cruise
Leonardo Dicaprio
Famosos
Bruna Marquezine
Grazi Massafera
Marina Ruy Barbosa
Anitta
Bruno Gagliasso
Ivete Sangalo
Lucas Lucco
Giovanna Antonelli
Camila Queiroz
Alinne Moraes
Sabrina Sato
Caio Castro
Paolla Oliveira
Juliana Paes
Vídeos

Eriberto Leão aposta em debates como gay homofóbico em novela: 'Papel complexo'

Compartilhe no Facebook
Samuel em 'O Outro Lado do Paraíso' se casa com enfermeira e manterá romances com homens na trama: 'Vive numa mentira'

Psiquiatra ríspido com sua equipe, rico e homofóbico. Eriberto Leão promete causar uma nova onda de debates na novela das nove "O Outro Lado do Paraíso", que estreia nesta segunda-feira (23), após a questão de gênero ter sido debatida através de Ivana/Ivan (Carol Duarte) em "A Força do Querer". No papel de Samuel, o ator vai se envolver com uma enfermeira, papel de Ellen Rocche, mas terá relações com homens. Homossexual não assumido, o médico não aceita a sua orientação sexual e se mostrará um típico machão e paquerador na trama que também abordará a rejeição da filha anã pela mãe. Ao Purepeople, o galã afirma que Samuel dará o que falar: "Walcyr Carrasco criou um personagem muito complexo, que vai ser fonte de várias conversas e discussões. Na minha opinião, o mais importante que ele traz é que quando você não vive a sua verdade, quando vive numa mentira, fica à mercê de forças interiores e exteriores que são sombrias. Acredito que a verdade nos liberta e a mentira nos aprisiona. E aprisionados nós somos capazes de qualquer coisa". E frisa: "Samuel é homofóbico".

Samuel tem receio de não ser aceito pela mãe

No folhetim que contará a trajetória de Clara (Bianca Bin) em busca de vingança pelo que Sophia (Marieta Severo) aprontou para ela no passado, Samuel, que vem de uma família humilde, se torna diretor do hospital da cidade e é considerado um dos poucos partidões ainda solteiros do local. Referência de caráter, profissionalismo e o maior orgulho da mãe (Ana Lúcia Torre), que sonha ter vários netos, o rapaz morre de medo de não ser visto com bons olhos pela sociedade caso revelasse a sua verdadeira opção sexual. Para saciar o seu desejo, o Samuel se relaciona com homens pelas redes sociais e marca encontros com eles. Ao longo da trama será retratada a nebulosidade dos sentimentos do personagem que ao mesmo tempo que sente desejo por outros rapazes, também tem raiva por viver essa situação.

Violência doméstica também será retratada na novela

Gael (Sergio Guizé) à primeira vista é um sonho de parceiro que logo conquistará o coração de Clara e aparentemente os dois após o casamento viverão felizes para sempre. Porém, na prática, a história é bem diferente. A mocinha sofrerá agressões físicas e verbais do marido, da sogra e ainda da cunhada Lívia (Grazi Massafera), mas tentará dar a volta por cima ao longo dos capítulos.

(Por Helena Marques)

Acompanhe também as últimas notícias dos famosos pelo nosso Facebook.