Renato Aragão chega aos 78 anos 'desmamando' da Globo e com histórias pra contar

Renato Aragão chega aos 78 anos 'desmamando' da Globo e com histórias pra contar

1/13
Notícia publicada , Domingo 13 janeiro 2013, 05:57
Iniciar o slideshow

Renato Aragão posa para foto com a mulher, Lílian, e a filha, Lívian; o humorista completa 78 anos neste domingo, 13 de janeiro de 2013

Renato Aragão completa 78 anos neste domingo (13) com uma bagagem artística admirável, mas encarando também algumas mudanças. O humorista que conquistou o país na pele de Didi Mocó Sonrisal Colesterol Mufumbo, como fazia questão de se apresentar no programa "Os Trapalhões", vai deixar a grade dominical da TV Globo no próximo dia 3 de fevereiro.

"Não estou triste ou magoado, estou apenas desmamando. Foram 12 anos todos os domingos. Isso iria acontecer", declarou Renato à revista "Caras" no início do mês, se referindo ao cancelamento das exibições semanais do "Aventuras do Didi". A direção geral de entretenimento da emissora declarou que o horário deverá contar com novos programas por temporada em vez de ter uma atração fixa.

Antes da virada do ano, foi exibida uma entrevista do artista no "Fantástico", em que ele relembrou momentos marcantes da sua vida. Sobre o quarteto que estreou na TV na década de 1960 e o projetou nacionalmente, Renato não mediu palavras de carinho. Para ele, o nordestino esperto, o galã da periferia, o malandro de morro e o mineirinho - Didi, Dedé, Mussum e Zacarias - formavam a cara do Brasil. "Era uma família, nós viramos irmãos, essa integração foi o segredo dos 'Trapalhões'", contou, emocionado.

Com a morte consecutiva de dois companheiros do grupo, o comediante ficou sem chão: "Quando eu perdi o Zacarias (1990) no quarteto, eu pensei 'ainda dá pra fazer um trio', aí fomos levando o programa, mas já capenga, e com com o desaparecimento do Mussum (1994), eu perdi o rumo, eu parei, eu disse 'eu não vou fazer nada, eu perdi a alegria, não quero fazer mais nada'".

Renato conta que tem um kit com os melhores momentos dos Trapalhões, mas não consegue ver: "Eu não assisto, porque quando começo a assistir, fico muito triste, a saudade é muito grande".

Tentando se reanimar, ele pesou: "Não posso ficar viúvo esse tempo todo, eu preciso achar um leme". Então, depois de seis anos parado, fez o filme "O Noviço Rebelde", que foi um sucesso em 1997, e concluiu: "'Poxa vida, o povo ainda se lembra de mim', e aí decidi voltar para televisão, foi quando surgiu a 'Turma do Didi' (que depois virou 'Aventuras do Didi')".

Sempre envolvido com ações sociais como o "Criança Esperança", Renato Aragão deixou o seu recado: "As pessoas estão precisando de solidariedade e mobilização. E quando me perguntam o fazer para melhorar, eu falo que só tem três saídas: educação, educação e educação. Você tem que dar educação a uma criança hoje para não repreender um adulto amanhã".

Faça um link para essa matéria

Deixe seu comentário

comments powered by Disqus

principais notícias

  • Morre o cantor sertanejo José Rico, da dupla com Milionário. Famosos lamentam

    03/03 Morre o cantor sertanejo José Rico, da dupla com Milionário. Famosos lamentam

  • 03/03 Deborah Secco se declara para Camila Queiroz, sua filha em novela: 'Apaixonada'

  • 03/03 Mãe aos 40 anos, Leticia Isnard fez curso para cuidar da filha recém-nascida

  • 03/03 'Alto Astral': Igor Rickli entra na trama como um rei interessado em Samantha

  • 03/03 Castelo de José Rico com mais de 100 quartos fica inacabado no interior de SP

  • 03/03 Zilu usa vestido com fenda para ser madrinha de casamento do sertanejo Rick

Leia mais sobre esse tema

+ Famosos

NÃO PERCA!