Home
últimas
Famosos Brasileiros
Famosos Internacionais
Famosos na praia
Filhos de famosos
Fotos de famosos
Vídeos
Namoro
Instagram dos famosos
Principais notícias
Todos os temas
Novelas
Novela Segundo Sol
Novela Deus Salve o Rei
Novela Orgulho e Paixão
Malhação - Vidas Brasileiras
Série 'Onde Nascem os Fortes'
As Aventuras de Poliana
Série Lia
O Tempo Não Para
Novela O Sétimo Guardião
Resumo de novelas
TV
Domingão do Faustão
Mais Você
Encontro com Fátima
Caldeirão do Huck
Fantástico
Cinema
Tapete vermelho
Estreias
Oscar
Cannes
Festival do Rio
Angelina Jolie
Jennifer Aniston
Brad Pitt
Tom Cruise
Leonardo Dicaprio
Famosos
Bruna Marquezine
Marina Ruy Barbosa
Anitta
Grazi Massafera
Giovanna Antonelli
Sabrina Sato
Paolla Oliveira
Bruno Gagliasso
Ivete Sangalo
Juliana Paes
Camila Queiroz
Pabllo Vittar
Alinne Moraes
Caio Castro
Cabelos
Make
Moda
Dieta & Saúde
Beleza & Estética

Sambista Dona Ivone Lara morre de insuficiência respiratória aos 97 anos

Compartilhe no Facebook
Internada desde sexta-feira (13), a cantora faleceu na noite desta segunda-feira (16), por conta de um quadro de insuficiência respiratória na Coordenação de Emergência Regional (CER), no Leblon, zona sul do Rio de Janeiro. A sambista será velada nesta terça-feira (17) na quadra da escola de samba Império Serrado, em Madureira. O enterro será no cemitério de Inhaúma

O Brasil acordou em luto nesta terça-feira (17). A sambista Dona Ivone Lara morreu, aos 97 anos, por conta de uma insuficiência cardiorrespiratória na noite de segunda-feira (16). A cantora estava internada desde sexta-feira (13) com um quadro de anemia no Centro de Tratamento e Terapia Intensiva (CTI) da Coordenação de Emergência Regional (CER), no Leblon, na zona sul do Rio. Dona Ivone será velada nesta terça na quadra da escola de samba Império Serrano, em Madureira, na zona norte. O enterro será no cemitério de Inhaúma.

Filho lamenta falecimento da sambista: 'O legado dela fica para sempre'

Filho da cantora, Alfredo Lara da Costa, de 67 anos, lamentou a morte da mãe na porta do hospital. "Minha mãe foi uma mulher valente e corajosa. Nos passou muita coisa boa e, graças a Deus, deixou uma obra maravilhosa. Todos gostavam dela", disse ao jornal "Extra". "Ela viveu muito bem. No princípio, a vida da minha mãe foi sacrifício. Mas tinha a música, era o que mais gostava. Ela foi muito feliz. Eu tenho muito orgulho. A família está sofrendo muito. Mas ela ela foi com uma certa idade. Faz muita falta. Mas só fez o bem. O legado dela fica para sempre", afirmou.

Cantora foi a primeira mulher negra na ala de compositores em uma escola de samba

Dona Ivone fez história no Carnaval do Rio. A sambista foi a primeira mulher negra a integrar a ala de compositores de uma escola de samba. Em 1965, ela compôs o samba-enredo "Os Cinco Bailes Tradicionais da História do Rio" para o Império Serrano, que fugiu do rebaixamento com a Grande Rio neste ano após uma decisão da Liesa, em pareceria com Silas de Oliveira e Bacalhau. Apenas com 56 anos, Ivone dedicou-se apenas à música e lançou seu primeiro álbum, "Samba Minha Verdade, Samba Minha Raiz", em 1978. Com sucessos na carreira como "Sonho meu", "Acreditar" e "Alguém me avisou", a artista gravou mais de 300 canções e 20 discos durante a carreira.

Preta Gil faz homenagem à sambista: 'Descanse em paz'

Preta Gil, após participar de uma coletiva com Pabllo Vittar, homenageou Dona Ivone com um trecho da música "Sorriso Negro", de autoria da sambista, em seu Instagram:"Um sorriso negro, um abraço negro. Traz....felicidade. Negro sem emprego, fica sem sossego. Negro é a raiz da liberdade. Negro é uma cor de respeito. Negro é inspiração. Negro é silêncio, é luto". "Descanse em paz", finalizou a cantora.

(Por Tatiana Mariano)

Acompanhe também as últimas notícias dos famosos pelo nosso Facebook.