Valesca Popozuda sobre ser chamada de 'pensadora' em prova escolar: 'Honrada'

Valesca Popozuda se pronunciou na manhã desta terça-feira (08) sobre a polêmica que envolve atualmente seu nome. A cantora foi citada na prova de filosofia de uma escola do Distrito Federal e chamada de "grande pensadora contemporânea" na questão. Uma foto do exame foi divulgada do Facebook e causou revolta em muitos internautas.

"Fiquei foi bem honrada. Me senti duas vezes homenageada, tanto pela pergunta quanto com o título de pensadora. Mas isso vou ter que recusar porque é um título muito forte e ainda não me sinto pronta para isso. Diva, diva sambista, lacradora... Essas coisas eu já estou pronta, mas 'pensadora contemporânea' ainda não. Mas prometo que vou trabalhar para isso", escreveu Valesca, no Facebook, com tom de ironia.

A polêmica prova foi elaborada pelo professor Antonio Kubitschek. A questão que gerou a discussão cita o hit "Beijinho no Ombro", da cantora. O enunciado diz: 'Segundo a grande pensadora contemporânea Valesca Popozuda, se bater de frente: a) É só tiro, porrada e bomba / b) É só beijinho ombro / c) É recalque / d) É vida longa".

Para Valesca, a confusão criada é desnecessária. "Acho que o criou essa confusão toda é esse tal 'pensadora' que ele colocou. Como todo mundo quer saber minha opinião, vou dá-la. Acho uma bobagem isso tudo. Talvez se ele tivesse colocado um trecho de qualquer música de MPB ou até mesmo de qualquer outro gênero musical, que não fosse o funk, talvez não tivesse gerado tal problema", opinou.

"Se fosse MPB ou uma música americana, que tanto é valorizada por nós, será que daria a mesma polêmica? Aí eu entro como pensadora contemporânea não por criar frases de efeito tipo 'Bateu de frente é só tiro porrada e bomba' ou até mesmo 'O meu sensor de periguete explodiu pega a sua inveja e vai pra...', mas talvez por questionar isso", continuou Valesca.

Segundo a funkeira, a sociedade deveria se preocupar com outras coisas. "Deveríamos era nos unir e protestar sim pelo salário dos professores, pelas condições em que muitos dão aulas, pelas escolas que às vezes nem tem quadro ou cadeira para os alunos , pelas merendas que faltam. Mas se preocupam com uma questão de prova que contém um trecho de uma música de funk", reclamou a cantora.

"Ou seja, meus parabéns ao corajoso professor que mesmo não ganhando muito bem é batalhador e corajoso demais para chegar em casa e elaborar uma questão de prova colocando um dito popular do momento e sambar na cara de todo mundo que o está julgando por isso", completou Valesca.

E a cantora não parou por aí. "Me espanta todo mundo se preocupar com uma questão da prova sem analisar os termos por trás disso tudo. E se o professor quis ser irônico com o sucesso das músicas de hoje em dia? E se ele quis apenas distrair a turma e fez a questão apenas para brincar? São muitas questões que somente o mesmo poderá responder. Eu queria até saber o nome do professor para agradecê-lo".

Ao encerrar sua desabafo, Valesca usou novamente a ironia. "Beijos para vocês! Vou ali ler um Machado de Assis e ir treinando para quem sabe um dia conseguir ser uma pensadora de elite", despediu-se.

Acompanhe também as últimas notícias dos famosos pelo nosso Facebook.
Veja também
Recommandado por
últimas notícias dos famosos
A não perder
Recommandado por
Comentários