Home
últimas
Famosos Brasileiros
Famosos Internacionais
Famosos na praia
Filhos de famosos
Fotos de famosos
Vídeos
Namoro
Instagram dos famosos
Principais notícias
Todos os temas
Novelas
Novela Segundo Sol
Novela Deus Salve o Rei
Novela Orgulho e Paixão
Malhação - Vidas Brasileiras
As Aventuras de Poliana
Novela Jesus
Série Lia
O Tempo Não Para
Novela O Sétimo Guardião
Resumo de novelas
TV
Domingão do Faustão
Mais Você
Encontro com Fátima
Caldeirão do Huck
Fantástico
Cinema
Tapete vermelho
Estreias
Oscar
Cannes
Festival do Rio
Angelina Jolie
Jennifer Aniston
Brad Pitt
Tom Cruise
Leonardo Dicaprio
Famosos
Bruna Marquezine
Marina Ruy Barbosa
Sasha
Anitta
Grazi Massafera
Ivete Sangalo
Giovanna Antonelli
Meghan Markle
Chay Suede
Letícia Colin
Camila Queiroz
Sabrina Sato
Michel Teló
Juliana Paes
Cabelos
Make
Moda
Dieta & Saúde
Beleza & Estética

Apresentador da Record nega ter sido racista com Ludmilla: 'Vício de linguagem'

Compartilhe no Facebook
'Em nenhum momento quis ofender a cantora por sua cor', alega Marcão

Marcão minimizou o fato de chamado Ludmilla de "macaca". O apresentador do "Balanço Geral DF", da Record TV, ofendeu a funkeira durante o quadro "Hora da Venenosa" ao comentar a recusa da cantora em tirar fotos com fãs em restaurante do Rio. O fato foi negado por ela através da sua assessoria de imprensa.

"O momento em questão está fora de contexto. Como é público e notório, eu sou de uma cidade do interior do Tocantins, aonde cresci e desenvolvi diversos costumes, dentre os quais alguns vícios de linguagem", iniciou Marcão, segundo o colunista Leo Dias, do jornal "O Dia", nesta quarta-feira (18). "A expressão citada pela reportagem é uma delas: em nenhum momento quis ofender a cantora por sua cor. O termo 'macaco' é utilizado no Centro-Oeste sem teor pejorativo", acrescentou o apresentador.

"Por exemplo: é bastante comum ver pessoas falando 'fulano é macaco velho', pois já tem certa vivência em determinada coisa. É a mesma situação presente no vídeo, com a simples mudança do adjetivo que acompanha o termo. A acusação de racismo não procede", exemplificou. Ao comentar a fala de Marcão, Ludmilla disse que o ataque foi um "desrespeito absurdo". "Minha carreira é marcada por respeito a todos, independente de cor, raça, credo ou qualquer outra coisa", finalizou.

Funkeira se passou por outra pessoa na praia por temer arrastão

No final do ano passado, ao ser abordada por fãs, Ludmilla disse se chamar Kátia. Em vídeo, alegou temer ser vítima de um arrastão. Já na semana passada, a intérprete de "É Hoje" teve sua casa de praia invadida por um adolescente, que pediria desculpas para ela.

(Por Guilherme Guidorizzi)

Acompanhe também as últimas notícias dos famosos pelo nosso Facebook.