Home
últimas
Famosos Brasileiros
Famosos Internacionais
Famosos na praia
Filhos de famosos
Fotos de famosos
Vídeos
Últimos stories
Sertanejo
Namoro
Instagram dos famosos
Principais notícias
Todos os temas
Novelas
Malhação - Viva a Diferença
Novela Totalmente Demais
Novela Êta Mundo Bom!
Novela Novo Mundo
Novela Fina Estampa
As Aventuras de Poliana
Novela Amor Sem Igual
Novela Salve-se Quem Puder
Novela Amor de Mãe
Novela Nos Tempos do Imperador
Resumo de novelas
TV
BBB20
Domingão do Faustão
Masterchef Brasil
Caldeirão do Huck
Mais Você
Encontro com Fátima
Fantástico
Cinema
Tapete vermelho
Estreias
Oscar
Cannes
Streaming
Festival do Rio
Angelina Jolie
Jennifer Aniston
Brad Pitt
Tom Cruise
Famosos
Bruna Marquezine
Marina Ruy Barbosa
Sasha
Anitta
Grazi Massafera
Ivete Sangalo
Kate Middleton
Meghan Markle
Marilia Mendonça
Gusttavo Lima
Camila Queiroz
Sabrina Sato
Michel Teló
Juliana Paes
Beleza & Estilo
Cabelos
Make
Moda
Primavera/Verão
Outono/Inverno
Dieta & Saúde
Beleza & Estética

'Haja Coração': Afonso pede que Carol o deixe ser enterrado como indigente

'Se descobrirem que eu morri, vocês três vão para um abrigo. A Bia pode ser adotada. Vocês vão ser separados, não quero isso', diz o pai da jovem em seu leito de morte, nos próximos capítulos da novela das sete

Carol (Bruna Griphão) já leva uma vida difícil na novela "Haja Coração", tendo que cuidar sozinha dos irmãos desde que a mãe morreu e o pai se entregou à depressão e ao alcoolismo. Mas nos próximos capítulos da trama das sete a adolescente vai passar por momentos ainda piores, quando encontrar Afonso (Mario Hermeto) agonizante no hospital e ele lhe pedir para deixá-lo ser enterrado como indigente, para que ela e os irmãos não sejam levados para um abrigo. As cenas estão previstas para irem ao ar a partir do capítulo de sexta-feira (22).

De acordo com o colunista de TV Daniel Castro, tudo acontece quando Afonso sai para uma reunião dos Alcoólicos Anônimos e não volta mais. Tancinha (Mariana Ximenes) e Apolo (Malvino Salvador) - que em breve não estarão mais juntos - ajudam Carol a procurar por ele em várias clínicas da região, até que descobre um homem atropelado e sem documentos internado em um hospital. A garota logo reconhece o pai ao se aproximar do leito em que ele esta, apesar dos machucados pelo corpo dele e da máscara de oxigênio.

Carol se alegra e tenta animá-lo: "Pai! você acordou, que alívio! A moça disse que você foi atropelado. Foi grave, fizeram uma cirurgia de emergência. Mas você vai sair dessa. Paizinho, vou dar uma saída mas já volto. Vou só falar com a enfermeira, dar seu nome pra ela...", mas Afonso a interrompe e diz: "Não chama ninguém. Carol, escutei o médico falando. Filha... eu vou morrer. Tô muito machucado. Não tenho muito tempo. Filha, aceita. Eu vou morrer".

Afonso pede perdão à filha e pede que ela o abandone

Em um último momento de lucidez, o paciente pede que Carol não o identifique para a enfermeira. "Filha. Escuta. Se você disser que me reconheceu, que sou seu pai... quando eu morrer você e seus irmãos vão ficar órfãos. Órfãos de verdade. Já estraguei muito a vida de vocês. Não consegui ser o pai que vocês precisavam depois que a Roberta morreu. Não quero que fique ainda pior depois que eu for embora", ele diz, mas a garota protesta, aos prantos: "Não fala assim. Já perdi a mãe, não quero te perder! Não me deixa sozinha!".

Ele insiste, explicando o motivo do pedido: "Você vai ter que ser forte. Vai sair daqui e dizer que não me conhece. Me deixa ser enterrado como indigente. Volta pra casa, conversa com o Nicolas e a Bia. Conta a verdade. Mas pede segredo. E não deixa ninguém mais entrar lá, até você fazer 18 anos. Entendeu? Se descobrirem que eu morri, vocês três vão para um abrigo. A Bia pode ser adotada. Vocês vão ser separados, não quero isso". Emocionado, Afonso se arrepende do comportamento que teve nos últimos tempos: "Filha, me perdoa. Me perdoa por tudo que eu fiz pra vocês. O que eu tê pedindo agora é pro seu bem, pro bem dos seus irmãos".

Depois de dizer que a ama, o pai da menina perde a consciência e não resiste a uma parada cardiorrespiratória. Atendendo ao pedido do pai, Carol mente para a enfermeira: "Eu fui até lá. Porque você disse que podia ser meu pai. Mas não era ele. Aí o homem começou a passar mal. Nunca tinha visto ninguém morrendo na minha frente", diz. Quando fica sozinha, ela cai no choro, desesperada.

Entenda a trama de Carol e Afonso no nosso quem é quem da novela das sete. E confira os destaques que vêm por aí no Papo de Novela!.

(Por Samyta Nunes)

Acompanhe também as últimas notícias dos famosos pelo nosso Facebook.