Home
últimas
Famosos Brasileiros
Famosos Internacionais
Famosos na praia
Filhos de famosos
Fotos de famosos
Vídeos
Namoro
Instagram dos famosos
Principais notícias
Todos os temas
Novelas
Novela Segundo Sol
Novela O Tempo Não Para
Novela Orgulho e Paixão
Malhação - Vidas Brasileiras
As Aventuras de Poliana
Novela Jesus
Série Lia
Novela O Sétimo Guardião
Resumo de novelas
TV
Domingão do Faustão
Mais Você
Encontro com Fátima
Caldeirão do Huck
Fantástico
Cinema
Tapete vermelho
Estreias
Oscar
Cannes
Festival do Rio
Angelina Jolie
Jennifer Aniston
Brad Pitt
Tom Cruise
Leonardo Dicaprio
Famosos
Bruna Marquezine
Marina Ruy Barbosa
Sasha
Anitta
Grazi Massafera
Ivete Sangalo
Giovanna Antonelli
Meghan Markle
Chay Suede
Letícia Colin
Camila Queiroz
Sabrina Sato
Michel Teló
Juliana Paes
Cabelos
Make
Moda
Dieta & Saúde
Beleza & Estética

Henri Castelli é acusado de incentivar protesto e será processado pelo São Paulo

Ator voltou a acusar a diretoria do time de corrupção: 'Não vou me calar'

Henri Castelli vai ser processado pelo São Paulo Futebol Clube. O ator que volta à TV como o mulherengo Ralf Tatoo com a estreia da novela "Sol Nascente", gravou um vídeo convocando a torcida do tricolor a fazer um protesto no centro de treinamento da equipe. No protesto realizado no sábado (27), torcedores invadiram o local e chegaram a agredir alguns jogadores. Material usado no treinamento acabou sendo furtado, segundo a equipe. Em fevereiro, o artista já havia acusado a gestão atual de corrupta.

A informação é do site Globo Esporte. "Para você que é são-paulino de verdade, que vai na arquibancada, que torce, que pega o seu dinheiro do mês, entendeu? Que, às vezes, falta ao trabalho e sofre há mais de dez anos vem sofrendo com a corrupção na diretoria do São Paulo (...). A nossa torcida não aguenta mais (...). O São Paulo não é deles. (...)", disparou o artista, recuperado de um ataque de raia.

Henri Castelli

O presidente do clube, Carlos Augusto de Barros e Silva, rebateu as críticas de Henri. "Essas coisas, que são verdadeiramente absurdas, não esperávamos. O futebol não está colhendo bons resultados. Tem de ter alguma inspiração maior e estranha para ter uma ofensiva tão absurda como a incitação à violência feita por esse moço. Ele provavelmente vai ter de responder a isso na Justiça, como algumas outras manifestações que também não são possíveis de serem admitidas, porque somos pessoas sérias", afirmou Barros e Silva. "Cuidado para não mexer com a honra. E falar de administração corrupta, vai ter de responder", acrescentou o presidente.

'Não vou me calar', assegura Henri

Em nota, o artista, um dos famosos a curtir o festival "Tomorrowland", se defendeu das acusações de ter incitado a violência. "Em relação às responsabilidades que querem me imputar, eu já vou me antecipar em dizer que nosso protesto é constitucional. Ao contrário do que pretendem apregoar, foi pacífico, sem arrombamento, sem armar e previamente informado", iniciou o artista.

"Uma pena vocês demonstrarem mais preocupação com o próprio ego e gastarem tempo e dinheiro em demandar contra mim, ao invés de terem a decência e humildade de pensar no que realmente deve ser feito pelo clube. (...). Me defenderei judicialmente. Não vou me calar, continuarei com minhas paixões e ideais, sem falsidade em meus relacionamentos, mas acima de tudo em defesa a valores e um futebol digno e não mercenário", finalizou Henri, criticado pela ex-mulher, Juliana Despírito, ao vestir a filha deles de mãe de santo.

(Por Guilherme Guidorizzi)

Acompanhe também as últimas notícias dos famosos pelo nosso Facebook.