Home
últimas
Famosos Brasileiros
Famosos Internacionais
Famosos na praia
Filhos de famosos
Fotos de famosos
Vídeos
Namoro
Instagram dos famosos
Principais notícias
Todos os temas
Novelas
Novela O Sétimo Guardião
Novela Espelho da Vida
Novela Verão 90
Malhação - Vidas Brasileiras
As Aventuras de Poliana
Resumo de novelas
Novela Jesus
Novela Órfãos da Terra
TV
Domingão do Faustão
BBB19
Mais Você
Encontro com Fátima
Caldeirão do Huck
Fantástico
Famosos
Bruna Marquezine
Marina Ruy Barbosa
Sasha
Anitta
Grazi Massafera
Ivete Sangalo
Giovanna Antonelli
Meghan Markle
Chay Suede
Letícia Colin
Camila Queiroz
Sabrina Sato
Michel Teló
Juliana Paes
Beleza & Estilo
Cabelos
Make
Moda
Dieta & Saúde
Beleza & Estética
Verão

Oleosa, seca, mista ou normal? Especialista ensina a identificar tipos de pele

Compartilhe no Facebook
Você sabia que é preciso utilizar produtos específicos para o seu tipo de pele? Utilizar cosméticos que não condizem com as suas características podem colaborar para piorar a qualidade do maior órgão do corpo humano. Para saber quais são os mais adequados para você, é preciso classificar a pele de acordo com os seus traços. Em entrevista para o Purepeople, a dermatologista Renata Marques ensina como fazer esse reconhecimento

Quem sonha em ter a pele perfeita sabe que manter uma rotina de beleza é indispensável, mas os cuidados não funcionarão se os produtos utilizados não forem condizentes com o tipo de pele. As características do maior órgão do corpo humano são pessoais e é fundamental conhecê-las para poder classificá-lo. Em entrevista para o Purepeople, a dermatologista Renata Marques ensina como identificar a pele e deixa dicas específicas para cada estilo. "O que define se a pele da pessoa é normal, seca, oleosa ou mista é a genética. Mas fatores como o envelhecimento, a exposição solar, a alimentação e o uso de sabonetes, maquiagens e cosméticos inadequados também podem levar ao desequilíbrio da pele", aponta a especialista ao atentar: "O problema do autodiagnóstico está justamente no uso indevido de produtos, que podem acabar piorando ainda mais a qualidade da pele. Por isso, é sempre importante consultar um dermatologista."

Veja também

Pele oleosa é a mais comum no Brasil: 'Precisa ser hidratada'

Com o clima tropical, exposição solar constante e o hábito de ter uma alimentação gordurosa, as brasileiras tendem a ter a pele mais oleosa, mas existem estratégias para amenizar esses traços. "Esse tipo possui poros abertos e dilatados, e secreta uma grande quantidade de óleo, o que a deixa com aspecto brilhante e espesso", descreve a profissional ao acrescentar: "Além disso, ela tem maior tendência a formar cravos e espinhas, e, normalmente, também é acompanhada pelo couro cabeludo oleoso." Cosméticos apropriados podem ajudar a diminuir essa característica. "Durante os cuidados, não deve ressecá-la demais para que não ocorra um efeito rebote. Então, deve-se realizar a limpeza de duas a três vezes por dia com sabonetes líquidos que contenham ativos calmantes e seborreguladores", recomenda Renata ao revelar: "Ela também deve receber, de duas a três vezes por semana, uma esfoliação, para ajudar na renovação do estrato córneo e no desentupimento dos poros. Para finalizar a fase da limpeza, é de extrema importância o uso de uma loção tônica adstringente, que pode ter álcool, mas em uma quantidade pequena." Após o procedimento de limpeza, a médica aconselha: "Essa pele precisa ser hidratada, pois oleosidade e hidratação não são sinônimos. Esta etapa deve ser realizada com séruns e loções oil free ou com ativos que façam o controle da oleosidade. O uso de protetor de toque seco e rápida absorção é indispensável."

Pele seca é mais sensível: 'Não deve ser esfoliada'

Com aspecto áspero, rígido, sem brilho e com poros quase invisíveis, a pele seca precisa de muito cuidado. "Ela tem deficiência em produzir gordura de boa qualidade para formar uma membrana hidrolipídica, além de ser mais sensível e ter propensão a desenvolver rugas mais facilmente", comenta a especialista ao alertar: ""A pele seca não deve ser esfoliada, mas sim higienizada com emulsões de limpeza à base de extratos calmantes e tonificada com loções sem álcool." Apesar de não poder realizar alguns procedimentos, quem tem esse estilo de pele pode recorrer às máscaras com pedras preciosas. "A hidratação deve ser feita logo em seguida, com cremes mais pesados, pois é o principal cuidado que essa pele necessita. Após a hidratação, deve-se passar um creme específico para a região da área dos olhos e finalizar com um protetor mais espesso com FPS mínimo 30", indica Renata ao sugerir: "É importante também evitar banhos muito quentes e demorados, pois contribuem ainda mais para o ressecamento da pele."

Pele mista: 'A zona T é a que deve receber maior atenção'

Mesclando características de oleosidades e ressecamentos, quem possuí esse estilo de pele costuma apresentar uma maior quantidade de óleo na zona T (testa, nariz e queixo) com poros dilatados, mas é mais seca na área dos olhos e das bochechas. "Na pele mista, a zona T é a que deve receber maior atenção. Então, pode-se fazer a mesma higienização da pele oleosa, utilizando sabonete líquido com ativos calmantes", relembra a médica ao explicar: "Depois, é necessário o uso de uma loção tônica adstringente, porém, apenas na zona T. A hidratação deve ser feita com séruns e loções mais leves e a proteção solar pode ser realizada com um filtro hidratante e com cor, para homogeneizar a textura da pele."

Pele normal: 'Não tem segredo'

Com hidratação natural, esse estilo possuí uma textura aveludada com poros pequenos e pouco visíveis. Quem tem essa pele pode comemorar, pois é a que menos desenvolve problemas como espinhas e manchas. "Para cuidar da pele normal não tem segredo. É necessário limpá-la com sabonetes suaves e não muito agressivos e depois tonificá-la", aconselha a profissional ao recomendar: "Pode-se ainda realizar uma esfoliação apenas uma vez por semana. Após isso, deve-se utilizar uma loção hidratante e finalizar com o filtro solar."

(Por Fernanda Casagrande)

Acompanhe também as últimas notícias dos famosos pelo nosso Facebook.