Home
Últimas
Famosos Brasileiros
Famosos Internacionais
Famosos na praia
Filhos de famosos
Fotos de famosos
Namoro
Sertanejo
Últimos Web Stories
Famosos do esporte
Instagram dos famosos
Gravidez das famosas
Look de famosos
Principais notícias
Todos os temas
Novelas
Novela Pantanal
Novela Cara & Coragem
Novela Além da Ilusão
Novela Carinha de Anjo
Novela Poliana Moça
Novela Reis
Novela A Favorita
Resumo de novelas
TV
Power Couple Brasil
Masterchef Brasil
A Fazenda
BBB 23
Reality Show
Domingão com Huck
Caldeirão
Mais Você
Encontro com Fátima
Séries
Filme 365 Dias
Casamento às Cegas Brasil
Cinema
Séries e filmes
Tapete vermelho
Estreias
Oscar
Cannes
Festival do Rio
Angelina Jolie
Jennifer Aniston
Brad Pitt
Tom Cruise
Famosos
Bruna Marquezine
Marina Ruy Barbosa
Virginia Fonseca
Sasha
Anitta
Grazi Massafera
Ivete Sangalo
Kate Middleton
Paolla Oliveira
Wanessa
Meghan Markle
Marilia Mendonça
Jade Picon
Andressa Suita
Sabrina Sato
Larissa Manoela
Casamento
Noivas
Looks para casamento
Make para casamento
Penteados para casamento
Inverno
Beleza & Estilo
Cabelos
Maquiagem
Cuidados com a pele
Moda
Primavera/Verão
Outono/Inverno
Beleza & Estética
Saúde e Bem-estar
Beleza Madura
Dieta
Astrologia
Coluna É Trend!
Home Últimas Notícias

Detox digital: você precisa? Saiba relação do Reels e TikTok com a ansiedade

Detox digital: você precisa? Saiba relação do Reels e TikTok com a ansiedade
9 fotos
Veja as fotos!
Especialista em neurociência comportamental, Yuri Utida analisa que os usuários estão consumindo conteúdo mais rápido. Saiba motivo!

Você tem assistido conteúdos ou escutado os áudios do Whatssap apenas no modo de aceleração 2x? É com esse questionamento que Felipe Neto tem inquietado os internautas nas últimas semanas.

Preocupado, ele tem exposto os relatos de seguidores que afirmam que estão mais ansiosos desde que as ferramentas Reels e TikTok estabeleceram conteúdo mais acelerados e resumidos.

"Eu não paro de receber relatos de pessoas dizendo que só conseguem assistir filme agora se for em 2x, ou então ficam literalmente pulando o filme pra frente, pra 'chegar logo em outra cena'. Até onde isso vai chegar?", perguntou o influenciador.

Em outra postagem, Felipe Neto mostrou o depoimento de uma seguidora que afirmou que está menos ansiosa depois que desinstalou o TikTok.

"Fefo, essa semana completa duas semanas que eu estou sem TikTok e realmente estou muito melhor. Não estou tendo mais crises de ansiedade, consigo maratonar vídeos do YouTube, ver séries e também estou lendo bem mais que antes. Muito obrigada por ter sugerido fazer isso, foi uma das melhores coisas que eu fiz pela minha saúde mental", escreveu.

Qual é a relação do Reels e do TikTok com a ansiedade?

Especialista em neurociência comportamental, Yuri Utida analisa que as pessoas não estão apenas consumindo conteúdo mais rápido, como também andando e falando em média 10% mais acelerado.

"Isso é sintoma de uma sociedade doente que não está respeitando o próprio ritmo humano. O reflexo disso é que as pessoas estão com a sensação de estar sempre perdendo algo, alucinadas em produzir e consumir o mais rápido possível, sem respeitar os limites saudáveis da mente, da memória e do tempo de digerir informação, o que resulta em uma sociedade mais ansiosa", destaca.

De acordo com o levantamento da Organização Mundial da Saúde, o Brasil é o país com o maior índice de ansiosos do mundo. A estimativa é que 19 milhões convivam com a ansiedade no país, sendo que, durante a pandemia de Covid-19, o número de pessoas com essa condição subiu 25% – foi justamente nesse período que o TikTok e o Reels surgiram com a proposta de conteúdos rápidos.

"A gente vive mais da metade do nosso tempo fora do presente. Ou estamos pensando no passado, o que favorece a depressão, ou estamos pensando no futuro, o que acaba gerando a ansiedade nas pessoas. É por isso que tantas técnicas de meditação, controle mental, respiração, de se fazer presente, estão tão em alta. As pessoas não estão conseguindo focar no agora, sentir o sabor da própria vida, com plenitude, no momento presente. Isso é preocupante", comenta.

Desintoxicação digital

Além dos exercícios para focar no presente, recomendado por Yuri Utida, desinstalar os aplicativos que favorecem a sensação de urgência e o pensamento acelerado também pode ser uma alternativa de detox.

Caso desinstalar seja uma atitude muito drástica, apenas reduzir o consumo pode melhorar a minimizar a impressão de estar vivendo no modelo acelerado.

"No próprio celular, há como estabelecer um limite diário de uso. Além disso, é sempre bom fazer o exercício de se comprometer em focar em uma só atividade, como ver um filme inteiro, ler um capítulo sem interrupções ou mesmo sair com os amigos e deixar o celular de lado", aconselha.

Acompanhe também as últimas notícias dos famosos pelo nosso Facebook.