Home
últimas
Famosos Brasileiros
Famosos Internacionais
Famosos na praia
Filhos de famosos
Fotos de famosos
Vídeos
Namoro
Instagram dos famosos
Principais notícias
Todos os temas
Novelas
Malhação - Viva a Diferença
Novela Totalmente Demais
Novela Novo Mundo
As Aventuras de Poliana
Novela Amor Sem Igual
Novela Salve-se Quem Puder
Novela Amor de Mãe
Novela Nos Tempos do Imperador
Resumo de novelas
TV
BBB20
Domingão do Faustão
Masterchef Brasil
Caldeirão do Huck
Mais Você
Encontro com Fátima
Fantástico
Cinema
Tapete vermelho
Estreias
Oscar
Cannes
Festival do Rio
Angelina Jolie
Jennifer Aniston
Brad Pitt
Tom Cruise
Leonardo Dicaprio
Famosos
Bruna Marquezine
Marina Ruy Barbosa
Sasha
Anitta
Grazi Massafera
Ivete Sangalo
Kate Middleton
Meghan Markle
Marilia Mendonça
Gusttavo Lima
Camila Queiroz
Sabrina Sato
Michel Teló
Juliana Paes
Beleza & Estilo
Cabelos
Make
Moda
Primavera/Verão
Outono/Inverno
Dieta & Saúde
Beleza & Estética
Mundo Dellas

Cissa Guimarães lamenta nova decisão da Justiça: 'Já estava preparada para isso'

O habeas corpus concedido pela Justiça aos envolvidos na morte de seu filho não pegou Cissa Guimarães de surpresa. "Já estava preparada para isso", lamentou a atriz, em conversa com a coluna "Retratos da Vida", do jornal "Extra". "É um direito que eles têm e eu sabia que poderia acontecer. Mas não deixo de confiar na Justiça e tenho certeza que ela vai ser feita", completou a artista, que em breve retornará ao "Vídeo Show".

Rafael de Souza Bussamra e seu pai, Roberto Bussamra, haviam sido condenados na última sexta-feira pela morte de Rafael Mascarenhas, ocorrida em julho de 2010, mas conseguiram nesta quarta-feira (28) o alvará de soltura expedido pelo desembargador Marcus Basílio.

Mesmo com a nova sentença, Cissa não perde as esperanças de outra condenação futura. "A primeira foi forte, uma quebra de paradigma da impunidade e a sociedade como um todo percebe isso", avaliou ela. Rafael e Roberto Bussamra ficarão soltos até o julgamento do mérito do habeas corpus pelo colegiado da 1ª Câmara Criminal, em data a ser definida. Durante esse período, os passaportes deles ficarão retidos para evitar que os mesmos deixem o Brasil.

'Eles não estão interessados em perdão, só querem sair da prisão'

Em entrevista à revista "Caras" desta semana, Cissa avaliou a postura dos dois condenados na morte de seu filho. "Esses caras não têm perdão porque não querem ser perdoados. Essa família nunca procurou a minha para se dizer arrependida. Eles não estão interessados em perdão, só querem sair da prisão. Quando fugiram da cena do crime, largaram meu filho no chão agonizando, foram covardes e continuam sendo", disse ela.

"Em nenhum momento se mostraram pessoas decentes, que dão valor à vida do outro. É o meu filho, a minha família que está destruída, mas é um crime contra a sociedade, pode acontecer com qualquer um. Nunca se mostraram cidadãos, humanos, nesses quatro anos e meio. Um pai que é covarde ensina um filho a ser covarde e isso nossa sociedade precisa refletir muito", completou a atriz.

Pai de acusado subornou policiais militares para livrar o filho

Rafael Bussamra atropelou e matou o estudante Rafael Mascarenhas no dia 20 de julho de 2010, na entrada do Túnel Acústico da Gávea, na Zona Sul do Rio. A área estava fechada ao trânsito, mas o rapaz alega não ter percebido a sinalização e passou pelo local dirigindo em alta velocidade, durante uma disputa com outro carro. Nisso, acabou atingindo o filho da atriz Cissa Guimarães, que andava de skate com amigos. Em 2013, o túnel do acidente ganhou o nome do herdeiro da artista e ela se emocionou na reinauguração da via.

Rafael foi condenado a sete anos de reclusão (regime fechado) e mais cinco anos e nove meses de detenção (regime semiaberto) e também teve a carteira de habilitação suspensa por quatro anos e meio. O pai dele, Roberto, foi condenado a oito anos e dois meses de reclusão (regime fechado) e mais nove meses de detenção (regime semiaberto), pelos crimes de corrupção ativa e inovação artificiosa em caso de acidente automobilístico.

Isso porque Roberto admitiu que pagou R$ 1 mil de propina a dois policiais militares do 23° BPM (Leblon), que teriam pedido R$ 10 mil para desfazer o local do acidente e evitar a prisão em flagrante do motorista. Os dois PMs que receberam a propina, Marcelo de Souza Bigon e Marcelo José Leal Martins, responderam a um Inquérito Policial Militar e foram expulsos da corporação em 2010.

Acompanhe também as últimas notícias dos famosos pelo nosso Facebook.
Sobre o mesmo tema