Home
últimas
Famosos Brasileiros
Famosos Internacionais
Famosos na praia
Filhos de famosos
Fotos de famosos
Vídeos
Namoro
Instagram dos famosos
Principais notícias
Todos os temas
Novelas
Novela A Dona do Pedaço
Novela Bom Sucesso
Novela Éramos Seis
Malhação - Toda Forma de Amar
As Aventuras de Poliana
Novela Topíssima
Novela Amor de Mãe
Resumo de novelas
TV
Domingão do Faustão
Masterchef Brasil
Caldeirão do Huck
Mais Você
Encontro com Fátima
Fantástico
Famosos
Bruna Marquezine
Marina Ruy Barbosa
Sasha
Anitta
Grazi Massafera
Ivete Sangalo
Kate Middleton
Meghan Markle
Marilia Mendonça
Gusttavo Lima
Camila Queiroz
Sabrina Sato
Michel Teló
Juliana Paes
Beleza e estilo PB valendo 27/08/19
Cabelo
Make
Moda
Dieta & Saúde
Beleza & Estética
Especial Arezzo valendo

Dúvidas de como passar protetor solar? Dermatologista dá dicas para não errar

Compartilhe no Facebook
O verão está chegando e ninguém quer pagar o mico de ficar vermelha e com a pele ardida por não passar protetor solar direito, né? Muitas dúvidas rondam a aplicação dos bloqueadores e, em entrevista para o Purepeople, a dermatologista Marcela Studart esclarece qual é a melhor maneira de passar o produto para se precaver corretamente de doenças graves de pele como o câncer.

Para manter o bronzeado em dia de forma saudável, é importante investir na proteção da pele contra os raios solares, mas qual seria a forma mais eficaz de aplicar o cosmético que bloqueia a radiação? Com a ajuda da dermatologista Marcela Studart, o Purepeople preparou um manual que busca orientar e explicar a melhor maneira de passar o produto no corpo para garantir uma exposição solar que não prejudique a saúde do maior órgão do corpo humano. Além disso, a especialista aborda as possíveis consequências geradas quando o protetor não é utilizado ou foi aplicado incorretamente. "O maior investimento que podemos fazer para a nossa saúde é o investimento no uso de protetor solar diariamente", declara a profissional.

Passar protetor em casa: '30 minutos antes da exposição'

O primeiro passo para acertar na aplicação do protetor solar é passar um pouco antes de sair de casa para que ele já esteja fazendo efeito, mas quanto tempo é o suficiente? "Ele sempre tem que ser aplicado antes de se expor, então orientamos passar 30 minutos antes da exposição solar se a pessoa for à praia, à piscina, andar de bicicleta ou correr", indica a especialista ao revelar: "O tempo é o mesmo para o protetor do dia a dia."

Quantidade: 'A maioria passa menos do que o recomendado'

Para a dermatologista, a dúvida mais frequente é sobre a quantidade de cosmético que deve ser aplicada. "90% das pessoas não passam a quantidade certa. Tem que ser usado uma colher de sopa por cada área do corpo", aponta Marcela ao descrever: "Seria uma colher de sopa para o rosto, uma para a parte da frente do tórax e abdômen, uma para a parte de trás, uma para a parte anterior das pernas e outra para parte posterior das mesmas. Somando 5 colheres para o corpo todo." A medida que será usada interfere em como será a proteção. "Passar uma quantidade menor vai acarretar em uma proteção por um tempo menor ou um fator de proteção solar menor do que está descrito em bula", esclarece a especialista ao exemplificar: "Passando uma camada muito mais fina do que a indicada de um protetor 30, a proteção vai cair para 15 ou 10."

Filtro físico ou mineral para exposições demoradas: 'São melhores'

A diferença entre os estilos de bloqueadores está em como a proteção será feita e é importante conhecê-los para saber quando usar cada tipo. "Os protetores físicos e minerais são os melhores protetores para a exposição solar", garante a dermatologista ao justificar: "Eles já têm uma cosmética um pouco mais pesada." O fato de terem uma cobertura mais espessa pode acabar incomodando muita gente. "O que pode ajudar na cosmética é usar protetores mais finos no dia a dia, que sejam fluídos e com texturas mais agradáveis", sugere a profissional ao contar: "A maioria dos protetores com toque seco tem uma absorção legal mesmo colocando uma camada mais grossa." Esse aspecto também pode deixar a aparência esbranquiçada, mas é possível contornar o problema: "Indico protetores com base, passando por cima do tradicional para não ficar com aquela coloração de máscara na praia."

Escolha o filtro correto: 'Contra a radiação UVA, UVB e o PPD'

Para ter uma proteção correta, é necessário saber os elementos presentes na fórmula do produto. "Tem a radiação UVA e UVB, além da luz visível que comprovaram que também mancha a pele", aponta a profissional ao orientar: "Os novos modelos de protetores também têm proteção contra a radiação UVA, UVB e o PPD, que entraria como luz visível e radiação do dia a dia." Esse novo estilo de proteção tem sido cada vez mais necessário, principalmente para quem tem melasma, por estar relacionada a luz dos celulares e dos computadores.

Passando incorretamente: 'As consequências são inúmeras'

O uso de bloqueador é essencial, porque ele pode prevenir doenças graves de pele como o câncer. "As consequências são inúmeras. A maior e mais grave é o câncer de pele", relata a especialista ao desenvolver: "O efeito da exposição é acumulativo e os resultados de uma exposição exagerada só serão vistos com a pessoa mais velha." Além de desenvolver problemas no maior órgão do corpo humano, a exposição solar também influencia no envelhecimento. "Recentemente, postaram uma foto de irmãs gêmeas, mostrando a diferença da pele de quem trabalha exposto ao sol o dia inteiro para quem trabalha em ambiente fechado. Aos 70 anos, a que trabalhava em ambiente fechado estava 10 anos mais nova aparentemente", informa Marcela ao reforçar: "O sol envelhece muito e, mesmo em dias nublados, tem radiação UVA, então tem que passar o protetor solar, porque a chance de mancha e envelhecimento é muito grande."

(Por Fernanda Casagrande)

Acompanhe também as últimas notícias dos famosos pelo nosso Facebook.