Home
últimas
Famosos Brasileiros
Famosos Internacionais
Famosos na praia
Filhos de famosos
Fotos de famosos
Vídeos
Namoro
Instagram dos famosos
Principais notícias
Todos os temas
Novelas
Novela A Dona do Pedaço
Novela Bom Sucesso
Novela Éramos Seis
Malhação - Toda Forma de Amar
As Aventuras de Poliana
Novela Topíssima
Novela Amor de Mãe
Resumo de novelas
TV
Domingão do Faustão
Masterchef Brasil
Caldeirão do Huck
Mais Você
Encontro com Fátima
Fantástico
Famosos
Bruna Marquezine
Marina Ruy Barbosa
Sasha
Anitta
Grazi Massafera
Ivete Sangalo
Kate Middleton
Meghan Markle
Marilia Mendonça
Gusttavo Lima
Camila Queiroz
Sabrina Sato
Michel Teló
Juliana Paes
Beleza e estilo PB valendo 27/08/19
Cabelo
Make
Moda
Dieta & Saúde
Beleza & Estética
Especial Arezzo valendo

Protetor solar físico e químico? Especialista diferencia termos e cita onde usar

Você sabia que existe mais de um tipo de filtro solar? Além do protetor em cápsula, que deve ser ingerido, o bloqueador da radiação solar tradicional é dividido em dois grupos de acordo com as suas características: físico e químico. Em entrevista para o Purepeople, a dermatologista Karla Assed esclarece o que os difere e ainda revela em que ocasião usar cada um deles.

Muitos conhecem a importância de utilizar o filtro solar diariamente, mas poucas pessoas sabem que existem dois tipos de protetor: o químico e o físico. Assim como aplicar o bloqueador no cabelo, conhecer o produto que será usado na pele é essencial, principalmente se ela for repleta de acne. Mas qual será a diferença entre os dois itens e qual pode ser considerado o melhor? Em entrevista para o Purepeople, a dermatologista Karla Assed esclarece em quais ocasiões eles deverão ser aplicados e revela outros estilos de protetor solar, um dos principais aliados contra a flacidez.

Diferença entre os dois tipos: 'Absorvem a radiação ultravioleta'

A principal característica que difere o filtro químico do físico está na maneira em como a pele reage quando fica exposta aos raios solares. "O filtro químico possui moléculas que absorvem a radiação ultravioleta, que é altamente energética, transformando-a em radiação de baixa energia", declara a especialista do All Clinik ao explicar: "Assim, de fato, ele cria uma proteção química na camada cutânea, reagindo com a radiação solar e impedindo sua penetração na pele." Diferentemente desse, o físico faz uma proteção por fora da pele. "Já o protetor físico, também chamado de inorgânico, é composto por minerais como dióxido de titânio e óxido de zinco, que ficam sobre a pele sem absorção", aponta a diretora médica da clinica Karla Assed ao esclarecer: "Com a cobertura, os raios batem e são refletidos pelo filtro."

Qual escolher: 'Mesmo que esteja nublado ou chovendo'

Para não ficar com a pele vermelha, é recomendado utilizar o bloqueador mais adequado para cada situação. "O ideal é usar o protetor químico todos os dias, mesmo que esteja nublado ou chovendo", reforça a profissional lembrando da importância de aplicar o produto durante as estações mais frias do ano: "Se tem claridade, tem radiação solar." Já para passar o dia na praia ou na piscina, Karla sugere: "Quando você for se expor diretamente ao sol por mais tempo, aplique o físico."

Outros tipos de protetores: 'Fotoprotetores orais'

Além desses dois estilos, outro modelo tem chamado a atenção, principalmente por ser uma invenção tecnológica ao vir no formato de uma cápsula. "Quando a luz solar atinge a pele, radicais livres são liberados desencadeando reações que prejudicam o funcionamento das células que, com o desgaste contínuo, perdem a capacidade de se defender e dão lugar a manchas, flacidez e até câncer de pele", relata a dermatologista ao indicar: "Os fotoprotetores orais atuam justamente na prevenção desse efeito indesejável sob a pele, neutralizando a ação dos radicais livres relacionados à agressão da pele pela luz."

(Por Fernanda Casagrande)

Acompanhe também as últimas notícias dos famosos pelo nosso Facebook.