Home
últimas
Famosos Brasileiros
Famosos Internacionais
Famosos na praia
Filhos de famosos
Fotos de famosos
Vídeos
Últimos stories
Sertanejo
Namoro
Instagram dos famosos
Principais notícias
Todos os temas
Novelas
Malhação - Viva a Diferença
Novela Totalmente Demais
Novela Laços de Família
Novela Flor do Caribe
Novela A Força do Querer
As Aventuras de Poliana
Novela Amor Sem Igual
Novela Salve-se Quem Puder
Novela Amor de Mãe
Novela Nos Tempos do Imperador
Resumo de novelas
TV
A Fazenda 12
Domingão do Faustão
Masterchef Brasil
Caldeirão do Huck
Mais Você
Encontro com Fátima
Fantástico
Cinema
Tapete vermelho
Estreias
Oscar
Cannes
Streaming
Festival do Rio
Angelina Jolie
Jennifer Aniston
Brad Pitt
Tom Cruise
Famosos
Bruna Marquezine
Marina Ruy Barbosa
Sasha
Anitta
Grazi Massafera
Ivete Sangalo
Kate Middleton
Meghan Markle
Marilia Mendonça
Gusttavo Lima
Camila Queiroz
Sabrina Sato
Michel Teló
Juliana Paes
Beleza & Estilo
Cabelos
Make
Moda
Primavera/Verão
Outono/Inverno
Dieta & Saúde
Beleza & Estética

Último capítulo da novela 'Haja Coração' contraria torcida por 'Betancinha'

Compartilhe no Facebook
Tancinha (Mariana Ximenes) escolheu ficar com Apolo (Malvino Salvador), no final da novela 'Haja Coração', em 8 de novembro de 2016
20 fotos
Iniciar o slideshow
Tancinha (Mariana Ximenes) escolheu ficar com Apolo (Malvino Salvador), no final da novela 'Haja Coração', em 8 de novembro de 2016
Protagonista escolhe Apolo (Malvino Salvador), para frustração do público que torcia para Tancinha (Mariana Ximenes) ficar com Beto (João Baldasserini) no final da trama das sete

Na dúvida, Daniel Ortiz resolveu fazer diferente no final da novela "Haja Coração". Diferentemente de "Sassaricando", obra que inspirou essa releitura, e de grande parte da torcida dos telespectadores, que clamava por "Betancinha" nas redes sociais. Depois de ter passado a trama quase toda "divididinha", Tancinha (Mariana Ximenes) decidiu ficar com Apolo (Malvino Salvador) no último capítulo, e a escolha pelo clássico - ou clichê - reflete a dramaturgia que perpassou todo o folhetim.

Desde 1987 o bordão é da feirante despachada que não conseguia decidir com qual dos dois amores devia ficar. Mas o drama de Tancinha vem se repetindo entre as mocinhas e mocinhos, das novelas. Em "Totalmente Demais", história que precedeu "Haja Coração", o público também se dividiu entre "Arliza" e "Joliza". Em "Eta Mundo Bom", Mafalda (Camila Queiroz) viveu o dilema amoroso entre Romeu (Klebber Toledo ) e Zé dos Porcos (Anderson di Rizzi). Bento (Marco Pigossi) ficou entre Malu (Fernanda Vasconcellos) e Amora (Sophie Charlotte)... Exemplos não faltam.

Se por um lado a estratégia funciona para mobilizar o público, por outro tem como consequência a frustração daqueles que querem ver seu casal preferido junto no fim. Como agravante Daniel Ortiz teve que encarar também a torcida por Apolo e Tamara (Cleo Pires), e mesmo assim optou pelo final feliz de Tancinha com o bom moço, o herói que não usou de meios escusos para conquistar seus objetivos. Beto, contudo, foi perdoado pela audiência. O autor, pelo teor dos posts de revolta na web, talvez não conte com a mesma condescendência. Numa tentativa de compensar, Paolla Oliveira - que foi cotada para encarnar Tancinha - apareceu como novo amor do publicitário no fim, e arrasou.

Final em dois últimos capítulos

Na via oposta do triângulo amoroso principal, Shirlei (Sabrina Petraglia) e Felipe (Marcos Pitombo) caíram nas graças do público e foram ganhando ares e espaço de protagonistas. "Shirlipe" teve direito a seu próprio (pen)último capítulo, com casório e felizes para sempre. Quem é noveleiro se divertiu com o desfecho de Jéssica (Karen Junqueira), claramente inspirado na vilã Rubi (Barbara Mori), folhetim mexicano homônimo exibido pelo SBT em 2004. Na trama, a ambiciosa e linda protagonista também chamava a mocinha que tinha defeito na perna de "manca" e também acabou com o rosto desfigurado.

O destino de Fedora (Tatá Werneck) e Leozinho (Gabriel Godoy) também foi bem diferente da primeira versão, e mais politicamente correto. Os dois passaram por transformações de caráter e se tornaram pessoas melhores, tendo seu final feliz na feira. Embora a história dos dois tenha ficado um tanto desconectada do resto em alguns momentos, Tatá e Gabriel têm ótimo jogo cênico e brilharam em boas cenas, principalmente nas poucas que tiveram com dramaticidade em vez do humor. Grace Gianoukas, aliás, é o grande acerto nesse sentido. Teodora foi garantia de risada certa toda vez que aparecia, por mais estapafúrdia que fosse a situação, e merecidamente ganhou um spin-off no Globo Play.

Fernanda Vasconcellos, acabou ficando com a vilã psicopata e segurou bem a personagem, contraponto do casal "Gimila". Foi deles o clássico sequestro de fim de novela, com a diferença de a mocinha Camila (Agatha Moreira) salvando o herói Giovanni (Jayme Matarazzo) da morte. Inversão de papeis que dá um ar renovado à antiga fórmula. E por falar nisso, Mariana Ximenes merece aplausos por sua Tancinha: a atriz estava à vontade e foi feliz no desafio de deixar sua marca. Palmas também para Marisa Orth e João Baldasserini, com ótimas atuações.

As referências a outras tramas e ao próprio gênero também foram divertidas. Neste capítulo final, a capa da revista Totalmente Demais estampada por Leonora Lammar (Ellen Rocche) foi uma grata surpresa. É claro que ainda há muito mais o que dizer, mas haja disposição, para ler, não é mesmo? Fiquem ligados no Facebook do Purepeople e no nosso Papo de Novela, que essa semana o curti/ não curti vai ter mais comentários sobre esse final.

(Por Samyta Nunes)

Acompanhe também as últimas notícias dos famosos pelo nosso Facebook.