Wesley Safadão se hospeda no hotel mais caro do mundo: diária de R$ 6 mil.Vídeo!

Compartilhe no Facebook
Durante viagem a Dubai, o cantor compartilhou nesta quinta-feira (18) os detalhes de seu novo hotel no Snapchat

Wesley Safadão faturou mais de R$ 5 milhões durante o Carnaval neste ano e, durante as férias, está ostentando ao máximo a fortuna: em Dubai, ele já andou de camelo, usou turbante, passeou de lancha com um grupo de amigos e ficou hospedado em um hotel com diárias de R$ 2,7 mil, onde comemorou, na última quinta-feira (17), o aniversário da esposa, Thyane Dantas.

Mas parece que o artista com um dos maiores cachês do Brasil não estava satisfeito: nesta sexta-feira (18), Wesley se hospedou no Burj Al Arab, considerado o hotel mais caro do mundo. E o luxo era tamanho que até o próprio Safadão se surpreendeu. "Tô perdido aqui já, não tô entendendo nada que essa mulher tá falando aí. Que isso! Que vista é essa, hein! Que quarto é esse? Tá tranquila, tá favorável", cantou o cantor.

Wesley Safadão mostra detalhes do saguão do hotel 7 estrelas em Dubai

As suítes têm dois andares: banheiras de hidromassagem, cinema privativo, salas de estar e jantar. No quarto, camas rotatórias são cobertas com lençóis da grife Versace, 17 tipos de travesseiro à escolha do hóspede e peças de decoração são de ouro e mármore. Para jantar ou almoçar em um dos cinco restaurantes do complexo do hotel, um carrinho de golfe leva os hóspedes. Cotado para o próximo time do "Dança dos Famosos", o cearense preferiu frutos do mar e foi para o Al Mahara, onde é possível jantar no meio de um aquário enorme.

Wesley Safadão escolheu suíte luxuosa no hotel considerado o mais caro do mundo

Além dos luxos, o hotel escolhido pelo pai coruja de Yhudy, de 4 anos, e Ysis, de 1 ano - que ficaram no Brasil - é também recordista por seu tamanho: com 321 metros de altura e 56 andares de altura, o hotel está no Guiness World Records como o hotel mais alto do mundo.

(Por Marilise Gomes)

Acompanhe também as últimas notícias dos famosos pelo nosso Facebook.
Comentários