Agressão sexual, tráfico humano e assassinatos: você não vai acreditar em todos os rumores que esse rapper tem atrás dele
Publicado em 8 de abril de 2024 18:11
Por Rahabe Barros | Reality show e TV
Carioca, libriana e apaixonada pelo mundo de celebs, memes, música e reality show. Setorista de Bruna Marquezine no site (amo!).
As alegações de agressão sexual e tráfico contra P. Diddy estão dominando as mídias ao redor do mundo. As acusações fazem parte de um acerto de contas mais amplo na música, que alguns dizem que já deveria ter acontecido há muito tempo. O Purepeople te explica todo a história agora!
Agressão sexual, tráfico humano e assassinatos: você não vai acreditar em todos os rumores que esse rapper tem atrás dele Cassie acusa P.Diddy de agressão sexual, abuso físico e uma acusação de que o seu ex-namorado a forçava a fazer sexo com outros homens enquanto ele assistia Usher revela orgias e momentos insólitos na casa de Diddy Durante seu relacionamento com P.Diddy, Jennifer Lopez foi colocada em várias situações insustentáveis, incluindo sua prisão em 1999, depois que Combs supostamente disparou uma arma em um clube P.Diddy possui uma longa história de violência, especialmente nas décadas de 1990 e 2000
Veja + após o anúncio

Casandra "Cassie" Ventura entrou com uma ação federal contra Sean "Diddy" Combs, conhecido como P.Diddy, no tribunal federal de Nova York,, no fim do ano passado. Seu processo inclui alegações explícitas de agressão sexual, abuso físico e uma acusação de que o seu ex-namorado a forçava a fazer sexo com outros homens enquanto ele assistia. As denúncias de Cassie estão entre as piores, mas não a primeira polêmica em que o magnata da música e empresário está supostamente envolvido.

P.Diddy possui uma longa história de violência, especialmente nas décadas de 1990 e 2000. O rapper nunca foi condenado por um crime grave, mas foi repetidamente acusado de ter encontros violentos com todos, desde suas ex-namoradas e até mesmo o executivo Steve Stoute e rappers como J. Cole e Drake.

Aqui está uma linha do tempo das controvérsias de P.Diddy ao longo dos anos:

Combs co-promoveu um jogo de basquete de celebridades e um show no City College de Nova York, onde nove pessoas morreram e 29 pessoas ficaram feridas. O ginásio tinha capacidade para 2.730 pessoas, mas cerca de 5 mil pessoas compareceram ao evento, que não teve segurança suficiente para controlar a multidão. O rapper resolveu uma série de ações judiciais movidas por familiares de participantes que morreram no ginásio, finalizando a última ação em 2000.

P.Diddy atacou Steve Stoute com uma garrafa de champanhe

Unforgettable moments at the Cannes Lions Festival with Nas and Steve Stoute

Em 1998, o cantor e dois outros homens atacaram Steve Stoute depois que o executivo musical enviou erroneamente à MTV uma versão do videoclipe "Hate Me Now", que continha cenas retratando P.Diddy como Jesus Cristo sendo crucificado. O rapper queria que a cena da crucificação fosse excluída do vídeo e ficou furioso porque ela foi exibida no ar.

Stoute diz que ele e os dois homens invadiram seu escritório em Nova York e o atacaram com uma garrafa de champanhe. Ele foi acusado de agressão de segundo grau e dano criminal. Stoute afirma que seu braço e mandíbula foram quebrados no ataque.

Rapper foi envolvido em briga pós-VMA, em 2013

Em 2013, P.Diddy foi supostamente envolvido em uma briga com J. Cole em uma festa pós-VMA, da MTV. Várias fontes alegaram à Complex que ele, "visivelmente embriagado", abordou Kendrick Lamar sobre seu verso ardente em "Control" de Big Sean, onde ele se gabou de ser o "Rei de Nova York".

P.Diddy supostamente tentou derramar uma bebida em Kendrick antes de Cole intervir e eles brigarem. O New York Post, no entanto, informou que a briga ocorreu depois que "J. Cole estava dizendo coisas inapropriadas para Sean Combs e sua namorada, Cassie." Uma testemunha disse-lhes que "alguns empurrões aconteceram. Nenhum soco foi dado, mas foi uma perturbação visível".

P.Diddy deu um soco em Drake em 2014

Drake Embraces Spite on the Diddy-Dissing '4PM in Calabasas'

Em dezembro de 2014, o cantor supostamente deu um soco em Drake pelos direitos da batida que se tornou o "0 a 100". O Miami New-Times informou que os dois discutiram fora da boate LIV durante o evento do DJ Khaled, no Basel Weekend.

Farpas foram trocadas e, segundo consta, "depois golpes", com P.Diddy dizendo a Drake: "Você não vai me desrespeitar". Ao programa de rádio "The Breakfast Club" ele negou: "Eu não fiz nada com Drake, Drake é meu amigo".

Ex-namorada revela abuso físico durante 5 anos de relação

Diddy and New Girlfriend Gina Huynh Pack on PDA: Pics | In Touch Weekly

Em 2019, a ex dele, Gina Huynh, disse à blogueira Tasha K que P.Diddy abusou dela fisicamente durante seu relacionamento de cinco anos. Ela alegou que uma vez ele pisou em sua barriga, fazendo-a perder o fôlego, e também deu um soco na nuca dela.

"Ele estava abusando de mim mental, emocional e fisicamente. Ele sempre me comparava a Cassie e me dizia que eu sou a má, ela é a boa". Ela também disse que "todos" no círculo dele "permitiram" que o abuso ocorresse.

Vítima anônima acusa cantores de revezarem para estuprar ela

Pouco antes do prazo final de 23 de novembro da Lei dos Sobreviventes Adultos do Estado de Nova York, um segundo acusador anônimo entrou com uma ação contra ele, alegando agressão sexual. Neste processo, uma mulher afirma que Diddy e o cantor e compositor Aaron Hall se revezaram para estuprar ela e um amigo em 1990 ou 1991.

Em 6 de dezembro, a demandante de Jane Doe entrou com uma ação contra Combs, Daddy's House Recordings e Bad Boy Entertainment, alegando que em 2003, quando ela tinha 17 anos, ela foi estuprada por Combs, o ex-presidente da Bad Boy, Harve Pierre, e outro homem não identificado no estúdio Daddy's House de Combs, na cidade de Nova York.

Em 7 de dezembro, Tiffany Red – uma cantora e compositora ganhadora do Grammy que escreveu canções para Zendaya, Joe Jonas, Jason Derulo e Tamar Braxton, entre outros – publicou uma carta aberta a Combs via Rolling Stone alegando que as afirmações de Cassie eram verdadeiras.

Sean 'Diddy' Combs releases statement after settling rape lawsuit | Metro News

"Sou um dos amigos mencionados em seu processo, especificamente na noite de seu aniversário de 29 anos, conforme detalhado na seção intitulada 'Sr. Combs força a Sra. Ventura ao tráfico sexual'", escreveu ela. "Mais tarde, ela me disse que você a fez ter um 'Freak Off' - que Cassie descreveu em seu processo como um 'acordo' onde você a faria praticar atos sexuais com trabalhadores do sexo masculino - naquela noite", escreveu Red.

Empresas cortam laços comerciais com P. Diddy após acusações

O Hulu anunciou em 3 de dezembro que a empresa não faria mais um reality show centrado em Combs e sua família. A notícia chegou no momento em que várias empresas cortaram laços comerciais com o magnata do hip-hop após acusações de abuso sexual e violência física.

O projeto - que tinha o título provisório "Diddy + 7" - estava sendo produzido pela produtora Fulwell 73 de James Corden para o Hulu. Diz-se que o reality show abandonado ocorreu depois de "Keeping Up with the Kardashians", que também é produzido por Fulwell 73 para o serviço de streaming. "Isso traçará o perfil de toda a família", disse uma fonte ao Page Six em março. "Todos eles têm negócios – até mesmo as crianças – e isso contará com a participação de todos".

Veja mais acusações de agressão sexual contra o cantor

Em 27 de fevereiro, Combs foi processado pelo produtor Rodney "Lil Rod" Jones em US$ 30 milhões por agressão sexual. O produtor trabalhou com ele em seu álbum "The Love" e diz que foi submetido a má conduta sexual durante o processo de produção. Ele também afirmou que Combs lhe deve US$ 50 mil por seu trabalho no álbum indicado ao Grammy.

O processo de 70 páginas de Jones, aberto no Distrito Sul de Nova York, alega que enquanto trabalhava no álbum e morava com P.Diddy em Nova York, Califórnia e Flórida, ele apalpou repetidamente seu "ânus e virilha sem consentimento" e tentou "prepará-lo para aceitar um relacionamento homossexual", mostrando-lhe vídeos explícitos, alegando que era "uma prática normal na indústria musical".

O processo implica outras pessoas, incluindo o filho de P.Diddy, Justin, que é acusado de contratar meninas menores de idade para festas onde o astro do hip-hop drogava visitantes e registrava secretamente seus atos sexuais. Jones afirma que também foi drogado em uma festa e acordou "nu, tonto e confuso" em uma cama com "duas profissionais do sexo".

Depois que o processo se tornou público, o ator de cinema adulto D'Angelo "Knockout" Marquis alegou que as fotos que o processo alegava serem do produtor Stevie J envolvido em um ato sexual eram na verdade fotos de um de seus vídeos.

Casa de P.Diddy é investigada em março de 2024

Em 25 de março, autoridades policiais realizaram incursões simultâneas nas casas de Combs em Los Angeles e Miami. A investigação foi liderada pelo Departamento de Segurança Interna, e imagens noticiosas da operação em Miami pareciam mostrar dois homens algemados sentados do lado de fora da casa.

"Hoje cedo, a Homeland Security Investigations (HSI) de Nova York executou ações de aplicação da lei como parte de uma investigação em andamento, com a assistência da HSI Los Angeles, da HSI Miami e de nossos parceiros locais de aplicação da lei. Forneceremos mais informações assim que estiverem disponíveis", disse um porta-voz da Homeland Security Investigations em um comunicado.

Vídeo antigo de P.Diddy com Justin Bieber, aos 15 anos, repercute na web

Mais recente, internautas fizeram sua própria investigação sobre o comportamento bizarro de Sean 'Diddy' e recuperaram um vídeo "perturbador" do produtor musical na companhia de Justin Bieber , quando o cantor tinha apenas 15 anos.

P. DIDDY makes Justin Bieber feel very UNCOMFORTABLE - YouTube

No vídeo de novembro de 2009, P.Diddy afirma para Justin que os dois iriam ficar juntos por 48 horas em sua casa. Pelas imagens, o fundador da gravadora Bad Boy Records dá um carro de presente ao marido de Hailey e alude às travessuras que eles farão juntos nas próximas horas. "Não podemos revelar o que faremos, mas é definitivamente o sonho de um jovem de 15 anos". (...) ", disse Sean Combs.

Os usuários das redes sociais também recuperaram vídeos em que Usher revela orgias e momentos insólitos na casa de Diddy.

Palavras-chave
Famosos Internacionais Polêmica Principais notícias Curiosidades
Sobre o mesmo tema
Você sabia que Madonna foi vaiada em todas as vezes que se apresentou no Brasil? Entenda o motivo que assusta os fãs!
Você sabia que Madonna foi vaiada em todas as vezes que se apresentou no Brasil? Entenda o motivo que assusta os fãs!
25 de abril de 2024
Quem vai no 'churrasco secreto' de Yasmin Brunet? Modelo não chamou todos os ex-'BBB's para festa
Quem vai no 'churrasco secreto' de Yasmin Brunet? Modelo não chamou todos os ex-'BBB's para festa
9 de abril de 2024
Notícias similares
Na infância, essa moça foi oferecida para um cafetão pela própria irmã. Hoje, é uma das estrelas do Rock in Rio. Reconhece?
Na infância, essa moça foi oferecida para um cafetão pela própria irmã. Hoje, é uma das estrelas do Rock in Rio. Reconhece?
28 de junho de 2024
Brad Pitt toma importante decisão após a filha Shiloh decidir tirar seu sobrenome: 'Nunca deixará...'
Brad Pitt toma importante decisão após a filha Shiloh decidir tirar seu sobrenome: 'Nunca deixará...'
31 de maio de 2024
Últimas Notícias
Últimas Notícias