Home
últimas
Famosos Brasileiros
Famosos Internacionais
Famosos na praia
Filhos de famosos
Fotos de famosos
Vídeos
Namoro
Instagram dos famosos
Principais notícias
Todos os temas
Novelas
Novela Amor de Mãe
Novela Éramos Seis
Novela Salve-se Quem Puder
Malhação - Toda Forma de Amar
As Aventuras de Poliana
Novela Amor Sem Igual
Resumo de novelas
TV
BBB20
Domingão do Faustão
Masterchef Brasil
Caldeirão do Huck
Mais Você
Encontro com Fátima
Fantástico
Cinema
Tapete vermelho
Estreias
Oscar
Cannes
Festival do Rio
Angelina Jolie
Jennifer Aniston
Brad Pitt
Tom Cruise
Leonardo Dicaprio
Famosos
Bruna Marquezine
Marina Ruy Barbosa
Sasha
Anitta
Grazi Massafera
Ivete Sangalo
Kate Middleton
Meghan Markle
Marilia Mendonça
Gusttavo Lima
Camila Queiroz
Sabrina Sato
Michel Teló
Juliana Paes
Beleza & Estilo
Cabelos
Make
Moda
Dieta & Saúde
Beleza & Estética
Carnaval

Dilma Rousseff lamenta morte de Eduardo Coutinho: 'Maior documentarista'

A presidenta Dilma Rousseff lamentou nesta segunda-feira (03) a morte do cineasta Eduardo Coutinho, 80 anos, assassinado a facadas na manhã de domingo (02) em sua casa, localizada no bairro da Lagoa, Zona Sul do Rio de Janeiro. Por meio do Twitter, Dilma disse que o Brasil e o cinema brasileiro perderam "seu maior documentarista".

"Foi com tristeza que soube da trágica morte do cineasta Eduardo Coutinho, autor de 'Cabra Marcado para Morrer', 'Peões' e 'Edifício Master'. O Brasil e o cinema brasileiro perderam ontem seu maior documentarista", escreveu a presidenta no microblog.

A mulher do cineasta, Maria das Dores de Oliveira Coutinho, 62 anos, também foi esfaqueada e está internada no Hospital Municipal Miguel Couto. O diretor não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

O filho do casal Daniel Coutinho, 41, suspeito de ter matado o pai e tentado assassinar a mãe, está sob custódia da Divisão de Homicídios. De acordo com a Polícia Civil, depois de esfaquear os pais, Daniel tentou se matar com duas facadas no abdômen, mas sobreviveu.

"Ao que parece, não houve briga. Vamos concluir a perícia em 24 horas para saber a dinâmica dentro do apartamento", informou o delegado Rivaldo Barbosa, em coletiva de imprensa. Vizinhos ouvidos pela polícia acreditam que Daniel tenha tido um surto de esquizofrenia.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, Daniel e Maria das Dores estão na Unidade Intermediária, em situação estável, mas ainda precisando de cuidados médicos.

Ela foi golpeada com duas facadas nos seios e três no abdômen, sendo que um dos golpes causou uma lesão no fígado. De acordo com Rivaldo Barbosa, a mulher de Eduardo Coutinho sobreviveu porque correu para o banheiro e se trancou após ser atingida. No banheiro, ela ligou para o outro filho, Pedro, e só saiu com a chegada dos bombeiros.

Daniel deve responder pelos crimes de homicídio doloso, quando há intenção de matar, e tentativa de homicídio doloso, por ter golpeado a mãe. O corpo de Eduardo Coutinho está sendo velado no Cemitério São João Batista, na Zona Sul do Rio, onde será enterrado às 16h.

O cineasta começou sua carreira na ficção, mas, nos anos 70, iniciou a trajetória de documentarista ao dirigir uma série de programa para o "Globo Repórter". Em 1984, concluiu "Cabra Marcado para Morrer", filme que o consagrou internacionalmente.

Em junho passado, Eduardo Coutinho foi convidado, junto com José Padilha, a integrar a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, responsável pela premiação do Oscar.

Acompanhe também as últimas notícias dos famosos pelo nosso Facebook.