Home
últimas
Famosos Brasileiros
Famosos Internacionais
Famosos na praia
Filhos de famosos
Fotos de famosos
Vídeos
Namoro
Instagram dos famosos
Principais notícias
Todos os temas
Novelas
Novela A Dona do Pedaço
Novela Bom Sucesso
Novela Órfãos da Terra
Malhação - Toda Forma de Amar
As Aventuras de Poliana
Novela Topíssima
Novela Éramos Seis
Resumo de novelas
TV
Domingão do Faustão
The Voice Brasil
Caldeirão do Huck
Mais Você
Encontro com Fátima
Fantástico
Famosos
Bruna Marquezine
Marina Ruy Barbosa
Sasha
Anitta
Grazi Massafera
Ivete Sangalo
Kate Middleton
Meghan Markle
Marilia Mendonça
Gusttavo Lima
Camila Queiroz
Sabrina Sato
Michel Teló
Juliana Paes
Beleza e estilo PB valendo 27/08/19
Cabelo
Make
Moda
Dieta & Saúde
Beleza & Estética
Especial Arezzo valendo

Vintage! O estilo de Mariana Ximenes em nova minissérie ambientada em 1960

Compartilhe no Facebook
A atriz Mariana Ximenes surgirá na TV com um figurino inspirado nos anos de 1960, periodo em que se passa a nova minissérie da Globo, 'Se Eu Fechar os Olhos Agora', prevista para estrear em abril de 2019
11 fotos
Iniciar o slideshow
A atriz Mariana Ximenes surgirá na TV com um figurino inspirado nos anos de 1960, periodo em que se passa a nova minissérie da Globo, 'Se Eu Fechar os Olhos Agora', prevista para estrear em abril de 2019
Minissérie 'Se Eu Fechar os Olhos Agora', prevista para estrear em abril na Globo, conta ainda com Débora Falabella, Murilo Benício e Gabriel Braga Nunes no elenco. Temas atuais como racismo, intolerância e mulheres à frente do seu tempo serão abordados na história, que tem como estopim o assassinato misterioso de uma jovem e a acusação de dois garotos que não têm ligação com o crime e personalidades da sociedade entre os suspeitos pelo crime. Aos detalhes!

Mariana Ximenes já tem data para voltar à TV em grande estilo: com looks sofisticados e muita elegância, a atriz será Adalgisa na nova minissérie da Globo, "Se Eu Fechar os Olhos Agora", prevista para estrear em abril. A trama de Ricardo Linhares, inspirada no livro homônimo de Edney Silvestre, se passa nos anos 1960 e por isso a maquiagem - com presença do delineado gatinho, que ganhou releitura nos dias atuais, assim como as tonalidades mais fortes de batom vermelho - e os figurinos usados pela atriz em cena têm esse toque vintage que certamente vão seguir inspirando muitas fashionistas que já aderirem a peças retrô nos looks durante o verão. A sofisticação de Mariana na história se deve ao fato de a personagem ser casada com o empresário bem-sucedido Geraldo Bastos, vivido por Gabriel Braga Nunes.

Personagem de Mariana será suspeita de morte misteriosa

A história se passa na fictícia São Miguel e é contada através das lembranças de Paulo (João Gabriel D'Aleluia/Milton Gonçalves), ao lado do amigo Eduardo (Xande Valois). Os adolescentes se deparam com o corpo da jovem Anita (Thainá Duarte) à margem de um lago e são acusados pelo crime. A morte envolve um mistério e aponta para figuras importantes da sociedade: o prefeito Adriano Marques Torres e a primeira-dama Isabel, vividos pelo casal de atores Murilo Benício e Débora Falabella, o empresário Geraldo Bastos e a esposa, Adalgisa, além do marido da vítima, o dentista Francisco (Renato Borghi). Por conta própria, os jovens iniciam uma investigação e contam com a ajuda do enigmático Ubiratan, papel de Antonio Fagundes, já envolvido com as gravações da próxima novela das sete, "Bom Sucesso", na qual terá um romance com a passista de escola de samba vivida por Grazi Massafera.

'As mulheres da história são muito reprimidas e tentam sair da bolha', diz Débora Falabella

Outros crimes acontecem e tudo o que Paulo, Eduardo e Ubiratan precisam é esclarecer os assassinatos para não serem as novas vítimas. "O principal não é quem matou Anita, e sim por que existe tanto silêncio em torno do passado daquela mulher", explica Ricardo. Isabel, por exemplo, aparenta ser a "perfeição" como mãe e esposa, mas passa por muitos conflitos íntimos. "A série se passa na década de 60, mas com muita identificação com o que a gente vive hoje. As mulheres da história são muito reprimidas e tentam, a todo custo, sair dessa bolha", avalia a atriz.

'Intolerância e racismo são questões atuais com raízes no passado'

Segundo o autor, o ano em que a história se passa poderia ser 2019, mesmo com a diferença dos figurinos, dos carros antigos e de uma tecnologia bem distante dos chips e celulares de hoje, algo que Mariana Ximenes tem até se policiado para não ficar refém. Temas como racismo, intolerância e mulheres à frente do seu tempo vão costurar a trama. "Eu abordo a forte repressão da época. A sociedade era controlada pelo patriarcado branco, que ditava a hipocrisia do jogo de aparências. A trama trata da dificuldade dos relacionamentos amorosos, familiares e sociais, e dos segredos que cada um esconde para representar o seu papel na comunidade. São Miguel é um microcosmo do Brasil, das relações de poder e opressão. A discriminação, a intolerância com comportamentos que desafiam as regras e o racismo são questões atuais, cujas raízes estão no passado", completa Linhares.

Acompanhe também as últimas notícias dos famosos pelo nosso Facebook.