Home
últimas
Famosos Brasileiros
Famosos Internacionais
Famosos na praia
Filhos de famosos
Fotos de famosos
Vídeos
Últimos stories
Sertanejo
Namoro
Instagram dos famosos
Principais notícias
Todos os temas
Novelas
Malhação - Viva a Diferença
Novela Haja Coração
Novela Laços de Família
Novela Flor do Caribe
Novela A Força do Querer
Novela Amor Sem Igual
Novela Salve-se Quem Puder
Novela Nos Tempos do Imperador
Novela Amor de Mãe
Resumo de novelas
TV
A Fazenda 12
Domingão do Faustão
Masterchef Brasil
Caldeirão do Huck
Mais Você
Encontro com Fátima
Fantástico
Cinema
Tapete vermelho
Estreias
Oscar
Cannes
Streaming
Festival do Rio
Angelina Jolie
Jennifer Aniston
Brad Pitt
Tom Cruise
Famosos
Bruna Marquezine
Marina Ruy Barbosa
Sasha
Anitta
Grazi Massafera
Ivete Sangalo
Kate Middleton
Meghan Markle
Marilia Mendonça
Gusttavo Lima
Camila Queiroz
Sabrina Sato
Michel Teló
Juliana Paes
Beleza & Estilo
Cabelos
Make
Moda
Primavera/Verão
Outono/Inverno
Dieta & Saúde
Beleza & Estética

Desfile da Dolce & Gabbana é cancelado após acusação de racismo em campanha

Compartilhe no Facebook
Um desfile da Dolce & Gabbana que aconteceria em Xangai, na China, nessa quarta-feira (21), foi cancelado depois que o vídeo da campanha, publicado pela própria marca, foi considerado racista por internautas: é que, nele, aparece uma modelo chinesa tentando comer pizza, macarrão e um cannoli (sobremesa italiana) de hashi, o par de palitos que os asiáticos costumam usar nas refeições. O vídeo foi retirado do ar, mas diveras páginas repostaram o conteúdo.

O "The Great Show", mega desfile da Dolce & Gabbana, grife queridinha de famosas como Bruna Marquezine, foi cancelado na China após a reação negativa de chineses, incluindo celebridades, à campanha digital da grife. O show já estava nos preparativos finais e, de acordo com a imprensa internacional, foi cancelado à pedido do Escritório de Negócios Culturais da China. A série de três vídeos foi publicada no Weibo, uma rede social chinesa semelhante ao Twitter: além da modelo chinesa tentar comer pizza, macarrão e uma tradicional sobremesa italiana com o par de palitos, o narrador diz: "Ainda é muito grande para você, não?". Com isso, a onda de boicote aconteceu. Muitos internautas consideraram a campanha racista e afirmaram que a cultura chinesa foi banalizada.

Polêmica cresceu com suposta conversa de estilista com internauta chinesa

A polêmica ficou maior quando o perfil Diet Prada publicou um print screen de uma conversa entre o perfil de Stefano Gabbana, um dos estilistas da grife, e uma seguidora da página, Michaela Tranova. Nas mensagens, o estilista supostamente se defende das acusações de racismo, dizendo que o vídeo se refere à um "tributo", pois "todo mundo sabe que chineses comem usando hashi". Além disso, nas conversas, Stefano aparece dizendo: "A partir de agora, em todas as entrevistas internacionais que eu fizer, vou dizer que a China é um país de merda". Mais tarde, o estilista disse que sua conta de Instagram foi hackeada. "Minha conta do Instagram foi hackeada. Meu escritório legal está trabalhando nisso. Eu amo a China e a cultura chinesa. Eu sinto muito pelo que aconteceu", publicou.

'O que aconteceu foi muito triste' diz grife em comunicado

Após toda a polêmica, a Dolce & Gabbana, que desfilou pela última vez em Milão, publicou um comunicado no Instagram que dizia que a conta da marca, assim como a de Stefano Gabbana, foram hackeadas. Sobre o cancelamento do desfile, a grife disse. "Nosso sonho foi trazer um tributo pra Xangai dedicado à China que contaria nossa história e visão. Não era simplesmente um desfile, mas algo que criamos especialmente com amor e paixão para China e para todas as pessoas ao redor do mundo que amam Dolce & Gabbana. O que aconteceu hoje foi muito triste não só para nós, mas também para todas as pessoas que trabalharam dia e noite para fazer esse evento acontecer. Do fundo do nosso coração, gostaríamos de expressar nossa gratidão a nossos amigos e convidados".

(Por Beatriz Doblas)

Acompanhe também as últimas notícias dos famosos pelo nosso Facebook.