Home
Últimas
Famosos Brasileiros
Famosos Internacionais
Famosos na praia
Filhos de famosos
Fotos de famosos
Namoro
Sertanejo
Últimos Web Stories
Famosos do esporte
Instagram dos famosos
Gravidez das famosas
Look de famosos
Principais notícias
Todos os temas
Novelas
Novela Pantanal
Novela Cara & Coragem
Novela Além da Ilusão
Novela Mar do Sertão
Novela O Cravo e a Rosa
Novela Poliana Moça
Novela Reis
Novela A Favorita
Resumo de novelas
Novela Será Isso Amor?
Novelas Mexicanas
Novelas Turcas
TV
A Fazenda 2022
Ilha Record
Masterchef Brasil
BBB 23
Reality Show
De Férias com o Ex
Casamento às Cegas
Domingão com Huck
Caldeirão
Mais Você
Encontro
Séries
Pacto Brutal
Filme 365 Dias
Cinema
Séries e filmes
Tapete vermelho
Estreias
Oscar
Cannes
Festival do Rio
Angelina Jolie
Jennifer Aniston
Brad Pitt
Tom Cruise
Famosos
Bruna Marquezine
Marina Ruy Barbosa
Virginia Fonseca
Sasha
Anitta
Grazi Massafera
Ivete Sangalo
Kate Middleton
Paolla Oliveira
Wanessa
Viviane Araujo
Marilia Mendonça
Jade Picon
Andressa Suita
Sabrina Sato
Larissa Manoela
Casamento
Noivas
Looks para casamento
Make para casamento
Penteados para casamento
Inverno
Beleza & Estilo
Cabelos
Maquiagem
Cuidados com a pele
Moda
Primavera/Verão
Outono/Inverno
Beleza & Estética
Saúde e Bem-estar
Beleza Madura
Dieta
Astrologia
Coluna É Trend!
Home Beleza & Estilo

Remédio para emagrecer tem relação com problemas renais? Médico faz alerta de saúde

Remédio para emagrecer tem relação com problemas renais? Médico faz alerta de saúde
Remédio para emagrecer tem relação com problemas renais? Médico faz alerta de saúde
11 fotos
O uso de remédios para emagrecer é uma das suspeitas que médicos da cantora Paulinha Abelha, do Calcinha Preta, levantaram diante da internação da artista com problemas renais que acabou levando-a à morte. Entenda os riscos do uso inapropriado dessa medicação!

O uso de remédios para emagrecer de modo não-regulamentado ou orientado por profissionais sem especialização pode causar danos graves e até causar risco de morte. O debate veio à tona também por conta da morte da cantora Paulinha Abelha na quarta-feira (24).

A artista do Calcinha Preta foi internada com problemas renais e uma das suspeitas não descartadas pelos médicos que cuidaram do caso era a relação de remédios para emagrecer com o mau funcionamento dos rins.

O nefrologista Dr. Marcelo Pinheiro Marçal conta, ao Purepeople, mais detalhes do impacto dessa medicação na saúde quando usados de forma irregular e sem orientação médica. "Os medicamentos para emagrecer se dividem em várias diferentes classes, cada qual apresentando diferentes tipos de efeitos colaterais. O uso inadequado pode levar a problemas cardíacos, neurológicos, intestinais, pancreáticos e tantos outros a depender do tipo de droga utilizada, da dose e de suas associações", inicia.

"A rigor, os medicamentos legalizados, com uso aprovado para o controle da obesidade, não constam na lista dos medicamentos com potenciais de agressão renal, os chamados 'medicamentos nefrotóxicos'. Isso não quer dizer, que tratamentos para emagrecer sejam inofensivos, ou que não possam comprometer o funcionamento renal", alerta o gestor em saúde e autor do livro "ICTUS: O prisioneiro sem nome".

Fórmulas milagrosas para emagrecer não existem, indica especialista

Um ponto importante ressaltado pelo médico é que o emagrecimento deve ser fruto de uma mudança de hábitos alimentares e físicos. "O maior problema reside nas chamadas fórmulas milagrosas de emagrecimento', onde uma combinação de drogas, que isoladamente poderiam ser consideradas pouco agressivas, se tornam extremamente perigosas quando associadas", conta.

"Além disso, "a diferença entre o remédio e o veneno é a dose" e, na busca por resultados rápidos, muitas vezes as dosagens desses medicamentos são negligenciadas, de forma irresponsável", aponta Dr. Marcelo.

O que é intoxicação medicamentosa?

Um dos termos apontados por especialistas que cuidaram do caso da artista foi a possível "intoxicação medicamentosa". Segundo o nefrologista entrevistado pelo Purepeople, a automedicação é o maior fator de risco.

"Assim como o uso de qualquer outro tipo de medicamento, devemos ficar atentos aos seus efeitos colaterais. Mais comumente, efeitos colaterais como náuseas, vômitos, pressão alta, dor de cabeça, irritabilidade, poderão ser percebidos e o médico que acompanha o caso deverá ser comunicado. É importante ressaltar, que o maior risco relacionado a esse tipo de tratamento, é a automedicação, que deve ser evitada a qualquer custo", afirma.

Remédio para emagrecer: a automedicação pode trazer prejuízos graves à saúde

Remédios naturais para emagrecer podem ser perigosos

Outro ponto de alerta segundo o médico é a falsa correlação entre produtos de origem natural, com ervas e plantas, a algo inofensivo. "Existe um entendimento por parte da sociedade de que tudo que é natural é bom para a saúde. Com relação aos medicamentos naturais ou fitoterápicos, a venda amplamente difundida nos mais diversos estabelecimentos e a falta da necessidade de prescrições médicas ou qualquer tipo de controle, transmite, ainda mais, uma sensação de segurança no uso desse tipo de substância", sinaliza.

"Como estamos falando de problemas renais e para citar exemplos, há relatos de lesão renal relacionadas ao uso de ervas tradicionais chinesas, usadas em tratamentos de emagrecimento, cujo desfecho foi a hemodiálise. Na África, as lesões renais agudas relacionadas ao uso de fitoterápicos, representam em torno de 30% a 35% de todos os casos de lesão renal aguda do continente", afirma o nefrologista.

Redes sociais são risco para a automedicação

Ainda segundo Dr. Marcelo Pinheiro Marçal, a busca pelo corpo perfeito e a exposição constante de resultados surpreendentes que invadem as redes sociais todos os dias criaram "um comércio voltado a resultados rápidos e sem qualquer tipo de evidência".

"É possível adquirir medicamentos sem procedência, fórmulas milagrosas e dietas que prometem perda de peso rápida e sem esforço. Qualquer um pode se intitular um 'especialista' e lucrar com isso. Por outro lado, a procura por um profissional sério e capacitado, sempre será mais trabalhosa. Quem quer perder peso deseja resultados imediatos, com esforços mínimos: talvez esse seja o maior de todos os problemas; em se tratando do controle da obesidade, não existe milagre", finaliza.

Acompanhe também as últimas notícias dos famosos pelo nosso Facebook.