Home
últimas
Famosos Brasileiros
Famosos Internacionais
Famosos na praia
Filhos de famosos
Fotos de famosos
Vídeos
Namoro
Instagram dos famosos
Principais notícias
Todos os temas
Novelas
Novela A Dona do Pedaço
Novela Bom Sucesso
Novela Órfãos da Terra
Malhação - Toda Forma de Amar
As Aventuras de Poliana
Novela Topíssima
Novela Éramos Seis
Resumo de novelas
TV
Domingão do Faustão
The Voice Brasil
Caldeirão do Huck
Mais Você
Encontro com Fátima
Fantástico
Famosos
Bruna Marquezine
Marina Ruy Barbosa
Sasha
Anitta
Grazi Massafera
Ivete Sangalo
Kate Middleton
Meghan Markle
Marilia Mendonça
Gusttavo Lima
Camila Queiroz
Sabrina Sato
Michel Teló
Juliana Paes
Beleza e estilo agosto 2019
Cabelo
Make
Moda
Dieta & Saúde
Beleza & Estética
Especial Arezzo valendo

'Amor à Vida': Antonio Fagundes culpa 'mulheres vingativas' por punição de César

Antonio Fagundes não parece conformado com o fim que o autor Walcyr Carrasco deu ao seu personagem, o César de "Amor à Vida". Em entrevista à revista "Veja" publicada nesta sexta-feira (31) o ator disse que a punição do médico, que terá um AVC após ficar cego no final da novela, é injusto.

Depois de trair Pillar (Susana Vieira), sua mulher na trama, trocá-la pela jovem secretária, Aline (Vanessa Giácomo) e rejeitar o próprio filho por descobrir sua homossexualidade, César, na opinião do ator, não merecia um final tão cruel.

O ator justifica que o único "crime" do dono do San Magno foi trair Pillar. E isso foi o bastante para ser alvo do sofrimento máximo no final da trama.

"O cara está mal, mesmo. É gozado o que aconteceu com o César, porque o público perdoou um cara que jogou criança em caçamba, mas não perdoou uma traição. A única acusação contra o César é de que ele traiu a mulher. Você vê como a mulher é vingativa, quem assiste novela é mulher. Ele vai ser castigado em nome da intransigência das mulheres que assistem à novela. Tadinho, ele errou, né? Eu acho que não precisava de tanto castigo, já pagou, ficou cego".

Ao ser questionado de que César apresenta outros defeitos, como o perfil homofóbico, Fagundes rebateu: "Ninguém tocou nesse assunto, a traição é que é imperdoável. Ser homofóbico tudo bem, mas trair a mulher ninguém perdoa", diz.

Considerada uma trama de sucesso por alcançar altos índices de audiência, o ator atribuiu a boa repercussão da novela à prpofundidade dos assuntos polêmicos tratados no folhetim, escrito por Walcyr Carrasco.

"Essa novela falou de homofobia, autismo, barriga de aluguel, homossexualidade, casal gay. A novela brasileira faz isso. Às vezes, a gente é cobrado porque a gente quer isso, a gente quer mais, quer que haja discussões filosóficas profundas. Mas isso não é novela, novela é entretenimento. Nesse sentido, acho que "Amor à Vida" cumpriu todas as suas propostas e ainda acrescentou um pouquinho", diz Antonio.

Acompanhe também as últimas notícias dos famosos pelo nosso Facebook.