Home
Últimas
Famosos Brasileiros
Famosos Internacionais
Famosos na praia
Filhos de famosos
Fotos de famosos
Vídeos
Últimos Web Stories
Sertanejo
Namoro
Instagram dos famosos
Principais notícias
Todos os temas
Novelas
Novela Império
Novela A Vida da Gente
Novela Gênesis
Novela Salve-se Quem Puder
Novela Nos Tempos do Imperador
Novela A Viagem
Resumo de novelas
TV
Power Couple
BBB21
Domingão do Faustão
Caldeirão do Huck
Mais Você
Encontro com Fátima
Fantástico
Cinema
Tapete vermelho
Estreias
Oscar
Cannes
Streaming
Festival do Rio
Angelina Jolie
Jennifer Aniston
Brad Pitt
Tom Cruise
Famosos
Bruna Marquezine
Marina Ruy Barbosa
Sasha
Anitta
Grazi Massafera
Ivete Sangalo
Kate Middleton
Meghan Markle
Marilia Mendonça
Gusttavo Lima
Andressa Suita
Sabrina Sato
Larissa Manoela
Juliette
Casamento
Noivas
Looks para casamento
Make para casamento
Penteados para casamento
Beleza & Estilo
Cabelos
Maquiagem
Cuidados com a pele
Moda
Primavera/Verão
Outono/Inverno
Beleza & Estética
Saúde e Bem-estar
Dieta

Djavan, Frejat e mais artistas pedem volta do Ministério da Cultura: 'Prejuízo'

Em carta aberta ao presidente em exercício, Michel Temer, os cantores lamentaram a decisão de acabar com o MinC

Desde a votação do impeachment de Dilma Rousseff, diversos artistas tem usado as redes sociais para se manifestar sobre os acontecimentos políticos no país. Na última quinta-feira (12), quando o vice-presidente assumiu, após a votação no Senado, muitos também mostraram na web suas opiniões. No entanto, com a extinção do Ministério da Cultura pelo presidente em exercício, alguns decidiram se reunir e escrever uma carta aberta direcionada a ele nesta sexta-feira (13).

Ao jornal "O Globo", a Associação Procure Saber, envolvida na polêmica sobre biografias não-autorizadas e que conta com músicos como Caetano Veloso e Gilberto Gil e mais artistas, além do Grupo de Ação Parlamentar Pró-Música (GAP) - no qual estão Sérgio Ricardo, Ivan Lins, Leoni, Frejat, Fernanda Abreu e Tim Rescala, entre outros artistas - mostrou o pedido.

Em um dos trechos, é salientada a importância da pasta. "A Cultura de um País, além de sua identidade, é a sua alma. O Ministério da Cultura não é um balcão de negócios. As críticas irresponsáveis feitas à Lei Rouanet não levam em consideração que, com os mecanismos por ela criados, as artes regionais floresceram e conquistaram espaços a que antes não tinham acesso", escrevem os artistas mencionando a lei usada como argumento em recente discussão envolvendo José de Abreu em restaurante japonês em São Paulo.

Ação pode gerar 'enorme prejuízo' às políticas culturais

De acordo com a carta, seria um "enorme prejuízo" a extinção do Ministério. "A economia que supostamente se conseguiria extinguindo a estrutura do Ministério da Cultura, ou encolhendo-o a uma secretaria do MEC é pífia e não justifica o enorme prejuízo que causará para todos que são atendidos no país pelas políticas culturais do Ministério", escreveu o grupo que conta também com Chico Buarque, que chegou a marcar presença em manifestações contra o impeachment de Dilma.

Ao concluir, os artistas pedem que Temer busque gerenciar melhor os recursos no país. "Nós, que fazemos da nossa a alma desse País, desejamos que o Brasil saiba redimensionar sua imensa capacidade de gerar recursos para educação, saúde, segurança e para todos os projetos sociais e econômicos necessários ao crescimento da nação sem que se sacrifique um dos seus maiores patrimônios: a nossa Cultura", encerram.

(Por Marilise Gomes)

Acompanhe também as últimas notícias dos famosos pelo nosso Facebook.