Home
últimas
Famosos Brasileiros
Famosos Internacionais
Famosos na praia
Filhos de famosos
Fotos de famosos
Vídeos
Namoro
Instagram dos famosos
Principais notícias
Todos os temas
Novelas
Novela Amor de Mãe
Novela Bom Sucesso
Novela Éramos Seis
Malhação - Toda Forma de Amar
As Aventuras de Poliana
Novela Amor Sem Igual
Resumo de novelas
TV
Domingão do Faustão
Masterchef Brasil
Caldeirão do Huck
Mais Você
Encontro com Fátima
Fantástico
Famosos
Bruna Marquezine
Marina Ruy Barbosa
Sasha
Anitta
Grazi Massafera
Ivete Sangalo
Kate Middleton
Meghan Markle
Marilia Mendonça
Gusttavo Lima
Camila Queiroz
Sabrina Sato
Michel Teló
Juliana Paes
Beleza e estilo PB valendo 27/08/19
Cabelo
Make
Moda
Dieta & Saúde
Beleza & Estética
Especial Arezzo valendo

Dominguinhos morre aos 72 anos em hospital de São Paulo: 'Foi melhor para ele'

Dominguinhos morreu aos 72 anos no início da noite desta terça-feira, 23 de julho de 2013, no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo
20 fotos
Iniciar o slideshow
Dominguinhos morreu aos 72 anos no início da noite desta terça-feira, 23 de julho de 2013, no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo

As festas juninas não serão mais as mesmas sem a sanfona de Dominguinhos. O cantor morreu no início da noite desta terça-feira (23), no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Ele estava internado desde dezembro de 2012, com quadro de infecção respiratória e arritmia cardíaca. Neste período, chegou a sofrer oito paradas cardíacas. Ele é diabético e luta contra um câncer no pulmão há seis anos. Em fevereiro de 2013, os familiares do cantor optaram pela transferência para o hospital em que ele morreu.

"O sr. José Domingos de Moraes (Dominguinhos) faleceu nesta terça-feira, 23/07/13, às 18h00, em decorrência de complicações infecciosas e cardíacas no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde estava internado desde o último dia 13 de janeiro de 2013", segundo boletim médico divulgado pelo hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

Em conversa com o Purepeole nesta terça-feira à noite (23), Guadalupe Mendonça disse, em meio à muita emoção, que este foi o melhor para o cantor, tão querido pelo país. "Ele estava sofrendo muito nesses últimos dias. As injeções não estavam mais fazendo efeito, os órgãos estavam se complicando cada vez mais", explicou a mulher de Dominguinhos, casada há 38 anos com o cantor. Entre as dificuldades enfrentadas pelo músico, ela ressaltou uma das mais difíceis de enfrentar: "Estava difícil para ele ficar sem cantar. Ele foi em paz, foi tranquilo. Foi a melhor coisa para ele hoje".

Guadalupe está à espera da filha, Liv Moraes, que estava em Recife quando soube da morte do pai. Nesta quinta-feira (25), ela iria fazer um show na capital de Pernambuco para ajudar nas despesas do músico. "O show ia ser para arrecar dinheiro para pagar as despesas do hospital", explicou a viúva. Dominguinhos será enterrado em Recife.

No dia 15 de março, Mauro da Silva Morais, filho primogênito do sanfoneiro, deu uma declaração ao blog da jornalista Carolina Santos, do jornal "Diário de Pernambuco", que o pai está em coma irreversível.

Em agosto de 2011, o pernambucano já havia sido internado para tratar o câncer que descobriu em 2007 e por esse motivo teve que cancelar alguns shows. No início do mesmo ano, o sanfoneiro foi internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, com princípio de infarto, e foi submetido a um cateterismo e a uma angioplastia.

Dominguinhos, José Domingos de Morais, nasceu em Garanhuns, interior de Pernambuco, no dia 12 de fevereiro de 1941. Sua história de amor com a sanfona começou cedo. Aos 8 anos já se apresentava com seus irmãos, Morais e Valdo, com "Os Três Pingüins". Quatro anos depois ganhou sua primeira sanfona e aos 21 iniciou sua carreira profissional.

Na década de 1950 encontrou seu grande parceiro e mestre na música - Luiz Gonzaga, o Rei do Baião. Juntos os cantores se tornaram referência na música popular nordestina, em 1956, lançou seu primeiro trabalho com Gonzagão e por ele foi nomeado seu único herdeiro artístico. Ao longo de 51 anos de sucesso, o sanfoneiro produziu uma grande discografia com 43 CD's, um Grammy Latino, em 2002, com o álbum "Chegando de Mansinho" e em 2010, venceu o Prêmio Shell de Música.

Despois de 50 anos de carreira, Dominguinhos fez seu primeiro CD Ao Vivo. As gravações aconteceram em dois dias no Sesc Pompéia, em São Paulo. Esta foi a primeira vez que gravou com o acompanhamento de uma orquestra.

O sanfoneiro deixou dois filhos, Mauro e Liv Morais.

Curiosidades

  • A música "Eu Só Quero um Xodó", de 1973, já foi regravada mais de 250 vezes, em várias línguas entre elas: inglês, holandês e italiano.
  • "Isso aqui tá bom demais", que Dominguinhos gravou com Chico Buarque, foi uma das músicas temas da novela "Roque Santeiro", em da TV Globo.
  • Dominguinhos formou, em 1957, um trio, com Borborema e Miudinho, e pouco depois precisou aprender os ritmos da moda, como boleros e sambas-canções
  • Antes de ficar conhecido como Dominguinhos, José Domingos de Morais, era conhecido por Nenê, nome que deu origem a um antigo grupo, Nenê e seu Conjunto
  • Foi nomeado por Luiz Gonzaga como seu único herdeiro artístico
  • Em 1960, por algumas vezes foi motorista de Luiz Gonzaga. Nas viagens acabava fazendo propaganda nos lugares onde chegava, com uma corneta em cima do carro e abria os shows
  • Em 1980, "Viajante" foi trilha sonora de "Coração Alado", novela da TV Globo
  • No remake de "Gabriela", em 2012, "Lamento Sertanejo" de Elba Ramalho e Dominguinhos foi um dos temas da novela

Discografia completa

  • 1964 – Fim de Festa
  • 1965 – Cheinho de Molho
  • 1966 – 13 de Dezembro
  • 1973 – Lamento de Caboclo
  • 1973 – Tudo Azul
  • 1973 – Festa no Sertão
  • 1974 – Dominguinhos e Seu Acordeon
  • 1975 – Forró de Dominguinhos
  • 1976 – Domingo, Menino Dominguinhos
  • 1977 – Oi, Lá Vou Eu
  • 1978 – Oxente Dominguinhos
  • 1979 – Após Tá Certo
  • 1980 – Quem me Levará Sou Eu
  • 1981 – Querubim
  • 1982 – A Maravilhosa Música Brasileira
  • 1982 – Simplicidade
  • 1982 – Dominguinhos e Sua Sanfona
  • 1983 – Festejo e Alegria
  • 1985 – Isso Aqui Tá Bom Demais
  • 1986 – Gostoso Demais
  • 1987 – Seu Domingos
  • 1988 – É Isso Aí! Simples Como a Vida
  • 1989 – Veredas Nordestinas
  • 1990 – Aqui Tá Ficando Bom
  • 1991 – Dominguinhos é Brasil
  • 1992 – Garanhuns
  • 1993 – O Trinado do Trovão
  • 1994 – Choro Chorado
  • 1994 – Nas Quebradas do Sertão
  • 1995 – Dominguinhos é Tradição
  • 1996 – Pé de Poeira
  • 1997 – Dominguinhos & Convidados Cantam Luiz Gonzaga
  • 1998 – Nas Costas do Brasil
  • 1999 – Você Vai Ver o Que é Bom
  • 2001 – Dominguinhos Ao Vivo
  • 2001 – Lembrando de Você
  • 2002 – Chegando de Mansinho
  • 2004 – Cada um Belisca um Pouco
  • 2005 – Elba Ramalho & Dominguinhos
  • 2006 – Conterrâneos
  • 2007 – Canteiro
  • 2008 – Yamandu + Dominguinhos
  • 2012 – Dominguinhos ao Vivo

(por Larissa Moggi)

Acompanhe também as últimas notícias dos famosos pelo nosso Facebook.