Home
últimas
Famosos Brasileiros
Famosos Internacionais
Famosos na praia
Filhos de famosos
Fotos de famosos
Vídeos
Namoro
Instagram dos famosos
Principais notícias
Todos os temas
Novelas
Novela A Dona do Pedaço
Novela Órfãos da Terra
Novela Verão 90
Malhação - Toda Forma de Amar
As Aventuras de Poliana
Novela Topíssima
Novela Jezabel
Novela Bom Sucesso
Resumo de novelas
TV
Domingão do Faustão
BBB19
Mais Você
Encontro com Fátima
Caldeirão do Huck
Fantástico
Cinema
Tapete vermelho
Estreias
Oscar
Cannes
Festival do Rio
Angelina Jolie
Jennifer Aniston
Brad Pitt
Tom Cruise
Leonardo Dicaprio
Famosos
Bruna Marquezine
Marina Ruy Barbosa
Sasha
Anitta
Grazi Massafera
Ivete Sangalo
Kate Middleton
Meghan Markle
Marilia Mendonça
Gusttavo Lima
Camila Queiroz
Sabrina Sato
Michel Teló
Juliana Paes
Beleza & Estilo
Cabelos
Make
Moda
Dieta & Saúde
Beleza & Estética

Justiça nega recurso de Alinne Rosa e mantém bloqueio nos cachês de seus shows

Alinne Rosa sofreu nova derrota na batalha judicial que trava contra seus ex-empresários. O Tribunal de Justiça da Bahia negou o recurso apresentado pela defesa da cantora que tentava suspender a decisão que bloqueia 49% dos cachês de todos os shows dela para pagar seus antigos agentes. Para o juiz Rolemberg José Araújo Costa, os argumentos apresentados pelos advogados da artista não possuem "relevância jurídica".

"Para a obtenção do efeito suspensivo ativo, deve o recorrente demonstrar, de logo, a existência de fundamentação recursal relevante e do perigo da demora. Na hipótese em exame, a agravante não se desincumbiu de desconstituir os fundamentos da decisão combatida", diz o magistrado na decisão.

Em nota enviada ao Purepeople no início deste mês, o escritório que atualmente cuida da carreira de Alinne Rosa já havia dito que iria recorrer da decisão inicial "com base de que a cantora fora vítima de grave dano à sua carreira e imagem devido à gestão da LCS", empresa comandada pelos empresários Luiz Cláudio Souza, Duilio Monteiro Alves e Marcelo Frisoni, ex-marido da apresentadora Ana Maria Braga. Só que na nota, assim como no processo, não foram especificados quais seriam esse danos citados.

Bloqueio de cachês já vale para o Carnaval

Os antigos empresários de Alinne Rosa entraram com um processo contra ela em outubro do ano passado, logo após a parceria profissional chegar ao fim. Segundo eles, a cantora queria gerir sua carreira sozinha e não estava mais prestando contas de seus shows. Ela também não estaria assumindo outros acordos previstos em contrato.

Os agentes alegam terem investido cerca de R$ 1,5 milhão na carreira solo de Alinne, após ela deixar a banda Cheiro de Amor, e iniciaram o processo para reaver o investimento feito. "Eu e meus sócios só queremos o que investimos. Que ela seja feliz, mas devolva o que é nosso, pois é fruto de muito trabalho de todos", disse Marcelo Frisoni.

Segundo a decisão inicial, o bloqueio de 49% dos cachês dos shows de Alinne acontecerá "até que se alcance o valor próximo do que seria pactuado a título de rescisão contratual (negociados entre as partes)": R$ 550 mil". O bloqueio, inclusive, já é válido para os cachês dos shows de Carnaval. Se a decisão não for cumprida, Alinne Rosa terá que pagar uma multa diária no valor de R$ 10 mil.

Cantora segue com sua agenda de shows

Mesmo com toda a polêmica, o escritório de Alinne Rosa informa que "a artista segue cumprindo sua agenda normalmente, assim como também é assegurada sua apresentação no Carnaval de Salvador", que, este ano, contará com Michel Teló e Anitta, que também está envolvida em uma batalha judicial contra sua ex-empresária e perdeu a primeira disputa.

(Por Anderson Dezan)

Acompanhe também as últimas notícias dos famosos pelo nosso Facebook.