Home
últimas
Famosos Brasileiros
Famosos Internacionais
Famosos na praia
Filhos de famosos
Fotos de famosos
Vídeos
Namoro
Instagram dos famosos
Principais notícias
Todos os temas
Novelas
Novela Amor de Mãe
Novela Bom Sucesso
Novela Éramos Seis
Malhação - Toda Forma de Amar
As Aventuras de Poliana
Novela Topíssima
Resumo de novelas
TV
Domingão do Faustão
Masterchef Brasil
Caldeirão do Huck
Mais Você
Encontro com Fátima
Fantástico
Famosos
Bruna Marquezine
Marina Ruy Barbosa
Sasha
Anitta
Grazi Massafera
Ivete Sangalo
Kate Middleton
Meghan Markle
Marilia Mendonça
Gusttavo Lima
Camila Queiroz
Sabrina Sato
Michel Teló
Juliana Paes
Beleza e estilo PB valendo 27/08/19
Cabelo
Make
Moda
Dieta & Saúde
Beleza & Estética
Especial Arezzo valendo

Vintage ou retrô? Qual a diferença entre esses termos que fazem a cabeça na moda

Compartilhe no Facebook
O que é mais velho, algo retrô ou vintage? O mundo da moda adora usar esses dois termos para descrever suas peças, seja quando alguma celebridade crusa o tapete vermelho ou quando alguma nova tendência já vista antes ressurge. Apesar das duas palavras muitas vezes serem confundidadas e tomadas como sinônimos, elas têm diferença,sim! Aprenda como diferenciar os dois adjetivos e, se você respondeu a segunda opção para a pergunta lá do começo, está no caminho certo...

Grande parte das pessoas tem em seu guarda-roupa alguma peça que pertenceu a gerações anteriores da família. Às vezes uma joia ou um vestido de noiva, é muito comum elas serem descritas pelo seguinte adjetivo: vintage. O termo é muito usado no mundo da moda, como por exemplo quando Kim Kardashian foi ao Hollywood Beauty Awards 2019 com um modelo de vestido Thierry Mugler de 1998. O que faz a peça ser vintage e não retrô? Muito simples: a idade. Muitas vezes tidas como sinônimos, as duas palavras têm diferença de significado e o Purepeople explica!

Vintage: o queridinho da família real

Quantas vezes a família real britânica, seja através de Meghan Markle ou de Kate Middleton, usou joias que pertenceram a algum outro membro da família, geralmente, a princesa Diana (como o famoso anel de noivado que William deu à Katherine)? As preciosidades exibidas pelas duquesas, assim como o vestido usado pele mãe de North, Chicago e Saint, são exemplos do que é vintage. Para ganhar esse adjetivo, a peça precisa ter sido feita, no mínimo, há vinte anos. Vintage é usado para se referir, não só no mundo da moda, à peças feitas no período de 1920 até no máximo, 20 anos atrás, em 2019, no caso, até 1999. Como o Thierry Mugler de Kim Kardashian é de 1998, ele tem precisamente 21 anos e é, sim, considerado vintage. Já no caso das duquesas, qualquer peça que pertenceu à Diana é vintage, pois a própria morreu há vinte e dois anos.

Retrô: o novo com cara de antigo

Para definir o retrô, basta observar algumas tendências que têm feito muito sucesso na moda atual. Começando pela pochete. O acessório que era febre na década de 90 ganhou de novo as coleções do mundo da moda e vem sido exibido por aí na cintura de inúmeras celebs. Peças com muito strass e cintura baixa já fizeram parte dos guarda-roupas das jovens há alguns anos e estão dando o ar da graça mais um vez, em 2019.

Grifes apostam em moda retrô

A Dior reeditou recentemente sua famosa saddle bag, bolsa que fez sucesso em 1999, quando a grife era comandada por John Galliano. O que todos esses exemplos fizeram foi pegar peças novas com um ar antigo, exatamente a definição de retrô. Quando um look é composto por elementos produzidos na atualidade mas com uma inspiração antiga, ele pode ganhar essa determinação de retrô. O termo faz referência ao estilo, não à idade e é uma forma de tendências vintage voltarem para a atualidade.

(Por Anna Wery)

Acompanhe também as últimas notícias dos famosos pelo nosso Facebook.