Home
últimas
Famosos Brasileiros
Famosos Internacionais
Famosos na praia
Filhos de famosos
Fotos de famosos
Vídeos
Namoro
Instagram dos famosos
Principais notícias
Todos os temas
Novelas
Novela Amor de Mãe
Novela Bom Sucesso
Novela Éramos Seis
Malhação - Toda Forma de Amar
As Aventuras de Poliana
Novela Topíssima
Resumo de novelas
TV
Domingão do Faustão
Masterchef Brasil
Caldeirão do Huck
Mais Você
Encontro com Fátima
Fantástico
Famosos
Bruna Marquezine
Marina Ruy Barbosa
Sasha
Anitta
Grazi Massafera
Ivete Sangalo
Kate Middleton
Meghan Markle
Marilia Mendonça
Gusttavo Lima
Camila Queiroz
Sabrina Sato
Michel Teló
Juliana Paes
Beleza e estilo PB valendo 27/08/19
Cabelo
Make
Moda
Dieta & Saúde
Beleza & Estética
Especial Arezzo valendo

Cantor português Roberto Leal morre aos 67 anos. Recorde carreira e veja fotos!

Compartilhe no Facebook
Cantor português Roberto Leal morreu aos 67 anos neste domingo, 14 de setembro de 2019. Artista estava internado há quase uma semana em São Paulo e enfrentava um câncer havia dois anos
13 fotos
Iniciar o slideshow
Cantor português Roberto Leal morreu aos 67 anos neste domingo, 14 de setembro de 2019. Artista estava internado há quase uma semana em São Paulo e enfrentava um câncer havia dois anos
O cantor Roberto Leal morreu aos 67 anos após passar quase uma semana internado. O artista nascido em Portugal enfrentava um câncer havia dois anos, mas nas últimas horas apresentou um quadro de insuficiência renal. Com 45 anos de carreira, Roberto vendeu quase 25 milhões de discos e fez sucesso com músicas como 'Arrebita', alvo de paródia do grupo Mamonas Assassinas

O cantor português Roberto Leal morreu aos 67 anos na madrugada deste domingo (15) por volta das 3h30. O artista estava internado há quase uma semana no hospital Samaritano, na capital paulista, e enfrentava um câncer havia dois anos. A doença foi revelada recentemente em entrevista ao programa "Domingo Show". O cantor ficou conhecido pelas músicas "Bate o Pé" e "Arrebita". Roberto foi internado após sofrer uma reação alérgica ao fazer exames de rotina. Essa é mais uma perda para o meio artístico em 2019. Em julho, morreu João Gilberto, considerado o pai da Bossa Nova. Em abril, Beth Carvalho também nos deixou. No mesmo mês, uma pneumonia matou MC Sapão. Já em maio, um acidente de avião matou Gabriel Diniz.

Cantor Roberto Leal será velado em São Paulo

Segundo o portal "G1", o português apresentou complicações em virtude de uma insuficiência renal. Roberto vai ser velado entre 7h e 14h na Casa Portugal e enterrado, às 15h, no Cemitério Congonhas, ambos em São Paulo. O artista tinha compromissos agendados - tanto shows como participações na televisão - até maio de 2020. Recentemente, o cantor esteve em programas de emissoras como Rede Vida e SBT.

Recorde a carreira de Roberto Leal

Nascido em Macedo de Cavaleiros, Antonio Joaquim Fernandes chegou ao Brasil com 11 anos e antes da fama foi sapateiro. Com uma carreira com mais de 45 anos, vendeu aproximadamente 25 milhões de discos e gravou 400 músicas. Colecionou 30 discos de ouro, cinco de platina e 500 troféus. Apareceu na TV brasileira pela primeira vez em 1971 no programa "Discoteca do Chacrinha". Seis anos depois, fez excursão pela Europa. No final daquela década protagonizou um filme, "O Milagre", para contar a própria história. Em 1995, viu o grupo Mamonas Assassinas parodiar "Arrebita" com "Vira-Vira". Mortos em acidente de avião em março seguinte, os meninos de Guarulhos (SP) foram homenageados com a canção "A Festa Ainda pode Ser Bonita". Em 2011, Roberto participou do reality "O Último a Sair" em seu país de origem. Na época, fingiu ter um ataque após simular que bebeu chá alucinógeno. O artista lançou ainda um livro, "Minhas Montanhas", e 35 discos, incluindo "Arrebenta a Festa", o último, há três anos.

Gugu e mais famosos lamentaram a morte de Roberto Leal

Através das redes sociais, amigos lamentaram a morte do português. "Com tristeza registro o falecimento do meu querido amigo Roberto Leal. Meus sentimentos a toda família", escreveu Gugu Liberato, um dos famosos a se pronunciar pela morte do roqueiro Serguei. "Ai, como dói. Sem palavras!", completou Sonia Abrão. Geraldo Luís fez um longo texto. "O Brasil perde um dos mais poetas portugueses que o Brasil amor. Eu perco um amigo (...). Meu domingo amanheceu em branco. Roberto lutou até o fim. Encarou sua doença como um guerreiro, sem reclamar", lembrou o apresentador.

(Por Guilherme Guidorizzi)

Acompanhe também as últimas notícias dos famosos pelo nosso Facebook.