Home
Últimas
Famosos Brasileiros
Famosos Internacionais
Famosos na praia
Filhos de famosos
Fotos de famosos
Namoro
Sertanejo
Últimos Web Stories
Famosos do esporte
Instagram dos famosos
Gravidez das famosas
Look de famosos
Principais notícias
Todos os temas
Novelas
Novela Pantanal
Novela Cara & Coragem
Novela Além da Ilusão
Novela Mar do Sertão
Novela O Cravo e a Rosa
Novela Poliana Moça
Novela Reis
Novela A Favorita
Resumo de novelas
Novela Será Isso Amor?
Novelas Mexicanas
Novelas Turcas
TV
A Fazenda 2022
Ilha Record
Masterchef Brasil
BBB 23
Reality Show
De Férias com o Ex
Casamento às Cegas
Domingão com Huck
Caldeirão
Mais Você
Encontro
Séries
Pacto Brutal
Filme 365 Dias
Cinema
Séries e filmes
Tapete vermelho
Estreias
Oscar
Cannes
Festival do Rio
Angelina Jolie
Jennifer Aniston
Brad Pitt
Tom Cruise
Famosos
Bruna Marquezine
Marina Ruy Barbosa
Virginia Fonseca
Sasha
Anitta
Grazi Massafera
Ivete Sangalo
Kate Middleton
Paolla Oliveira
Wanessa
Viviane Araujo
Marilia Mendonça
Jade Picon
Andressa Suita
Sabrina Sato
Larissa Manoela
Casamento
Noivas
Looks para casamento
Make para casamento
Penteados para casamento
Inverno
Beleza & Estilo
Cabelos
Maquiagem
Cuidados com a pele
Moda
Primavera/Verão
Outono/Inverno
Beleza & Estética
Saúde e Bem-estar
Beleza Madura
Dieta
Astrologia
Coluna É Trend!
Home Dado Dolabella

MP quer enquadrar Dado Dolabella na Lei Maria da Penha: 'Ele está tranquilo'

MP quer enquadrar Dado Dolabella na Lei Maria da Penha: 'Ele está tranquilo'

Dado Dolabella teve apenas seis dias para respirar aliviado pela anulação do processo que Luana Piovani move contra ele. O Ministério Público (MP) recorreu da decisão da 7° Câmara Criminal da Justiça do Rio de Janeiro no último dia 4 e quer enquadrar a agressão do ator contra a ex-namorada na Lei Maria da Penha. Apesar deste novo recurso, o ator continua confiante. É o que garante o advogado dele, Marco Aurélio Assef, em entrevista ao Purepeople.

"Ele está com a mesma tranquilidade de antes. Ele tem a noção de que este é um recurso que está fadado ao fracasso. As razões do voto vencedor são favoráveis a ele, porque a relação dos dois não se enquadra na Lei Maria da Penha, uma lei doméstica e familiar", analisa o advogado.

Marco Aurélio explica ainda que o MP quer que o processo prossiga sem que seja anulado, o que acabou acontecendo na semana passada. Na ocasião, a 7ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio entendeu que o caso não estaria inserido na Maria da Penha e que o 1º Juizado da Violência Doméstica e Familiar não tinha competência para julgar o processo.

O desembargador Sidney Rosa da Silva alegou que dentro do conceito lógico, a agressão do namorado contra a namorada poderia ser aplicado à referida lei, porém, acrescentou dizendo que Luana nunca foi uma mulher vulnerável e, por isso, a lei não poderia ser aplicada.

"É preciso que fique bem claro, porque é citado isso no processo, que na semana seguinte a Luana já estava com outro 'ficante', vamos dizer assim, exacerbando que não tinha uma relação estável com o Dado, era fugaz. Não era uma relação séria e que merecesse a proteção de uma lei séria assim", explica Marco Aurélio na tarde desta quarta-feira (10).

A briga entre Dado e Luana aconteceu em 22 de outubro de 2008, na boate 00, na Gávea, Rio de Janeiro. Na confusão, a camareira Esmeralda de Souza também alegou ter sido atingida e foi logo defendida pela atriz. O ator e músico já havia sido absolvido de outro processo movido por Luana, no qual alevaga que o ex havia violado a distância de segurança de 250 metros que deveria manter dela em um camarote da Sapucaí, no Carnaval de 2009.

(Por Larissa Moggi)

Acompanhe também as últimas notícias dos famosos pelo nosso Facebook.