Home
últimas
Famosos Brasileiros
Famosos Internacionais
Famosos na praia
Filhos de famosos
Fotos de famosos
Vídeos
Namoro
Instagram dos famosos
Principais notícias
Todos os temas
Novelas
Novela A Dona do Pedaço
Novela Bom Sucesso
Novela Órfãos da Terra
Malhação - Toda Forma de Amar
As Aventuras de Poliana
Novela Topíssima
Novela Jezabel
Resumo de novelas
TV
Domingão do Faustão
The Voice Brasil
Caldeirão do Huck
Mais Você
Encontro com Fátima
Fantástico
Famosos
Bruna Marquezine
Marina Ruy Barbosa
Sasha
Anitta
Grazi Massafera
Ivete Sangalo
Kate Middleton
Meghan Markle
Marilia Mendonça
Gusttavo Lima
Camila Queiroz
Sabrina Sato
Michel Teló
Juliana Paes
Beleza & Estilo 2
Cabelos
Make
Moda
Dieta & Saúde
Beleza & Estética
Especial Arezzo valendo

Jejum intermitente: como funciona a dieta tolerável pelos nutricionistas

Você já ouviu falar em jejum intermitente? É uma prática que vem se tornando popular entre os brasileiros e consiste em comer somente quando houver fome. Mas nada de dietas restritivas ou mirabolantes: o jejum é uma estratégia de diminuição da frequência alimentar que pode melhorar a sensibilidade à insulina, o efeito cardioprotetor e aumentar a participação de lipídios no metabolismo. Com isso, o bônus é o emagrecimento. O Purepeople entrevistou a nutricionista funcional Andrezza Botelho, que contou como funciona essa prática.

O jejum intermitente é considerado uma maneira saudável e tolerável de emagrecimento, já que a perda de peso vai acontecendo de forma natural, sem tantas restrições alimentares. Assim como a Fast Mimicking, dieta que promete resultados no primeiro mês, o jejum intermitente já foi adotada por famosas como Juliana Paes, e tem a proposta de comer quando realmente houver fome. De acordo com a nutricionista funcional Andrezza Botelho, o jejum surgiu com os muçulmanos durante o período do Ramadan, quando as pessoas se alimentavam somente à noite, ao longo de um mês. "Ao final do período, apresentavam modificações do perfil metabólico, como melhoras no perfil lipídico, diminuição da frequência cardíaca e diminuição da massa gorda, levando à hipótese de que permanecer por período intermitentes em jejum pode trazer benefícios à saúde", explica. Saiba os tipos de jejum intermitente e veja quem pode praticar!

Jejum intermitente de tempo restrito de alimentação

É recomendado visitar um nutricionista para que o jejum seja personalizado para cada pessoa. Porém, de um modo geral, Andrezza explica que existem formas pré-estabelecidas de fazer a técnica. Uma delas é o tempo restrito de alimentação, que pode ser feito diariamente. "Implica na janela de alimentação de 8 a 10 horas do dia e, no restante do tempo, só pode consumir água e chá. Este método ajuda na queima de gordura, melhora a saúde metabólica, manutenção do peso e prevenção da obesidade", explica.

Jejum intermitente em dias alternados

Outra forma de praticar o jejum intermitente é ocasionalmente, sempre em dias alternados. "Serão consumidas no máximo 500 kcal em um dia e, no outro, a alimentação é feita normalmente. Este método ajuda na perda de peso e diminui o risco de doenças cardiovasculares", explica a nutricionista. Apesar desse benefícios, crianças, gestantes e grávidas não podem praticar nenhum dos tipos de jejum intermitentes, por mais que a prática não seja considerada uma dieta restritiva.

Jejum dieta mimetizada

A dieta mimetizada, segundo Andrezza, significa consumir de 30% a 50% do total de calorias necessárias a cada indivíduo por 5 dias consecutivos, por 3 meses. Nessa alimentação, a proposta é consumir pouca proteína e mais gordura. "Este método está associado à longevidade e performance cognitiva", explica a profissional. Isso quer dizer que processos cerebrais como memória e raciocínio podem melhorar.

Afinal, jejum intermitente realmente emagrece?

Quando se faz o jejum intermitente, o emagrecimento costuma acontecer de forma rápida, segundo a nutricionista, mas varia de acordo com o tipo de jejum que é feito e quais alimentos são consumidos. "Para alguns indivíduos sim, pois diminui a ingestão calórica, aumenta os hormônios que preferencialmente queimam gordura e diminui a quantidade de hormônios que inibem a queima, além de melhorar a aderência, por ser uma maneira tolerável de emagrecimento.

(Por Beatriz Doblas)

Acompanhe também as últimas notícias dos famosos pelo nosso Facebook.