Home
Últimas
Famosos Brasileiros
Famosos Internacionais
Famosos na praia
Filhos de famosos
Fotos de famosos
Vídeos
Sertanejo
Últimos Web Stories
Carnaval
Namoro
Instagram dos famosos
Look de famosos
Principais notícias
Todos os temas
Novelas
Novela Um Lugar ao Sol
Novela Quanto Mais Vida, Melhor
Novela Nos Tempos do Imperador
Novela Verdades Secretas
Novela Verdades Secretas II
Novela Carinha de Anjo
Novela Pantanal
Novela Além da Ilusão
Novela Reis
Resumo de novelas
TV
A Fazenda 13
BBB 22
Masterchef Brasil
Reality Show
Domingão com Huck
Caldeirão
Power Couple Brasil
Mais Você
Encontro com Fátima
Séries
Casamento às Cegas Brasil
Round 6
Cinema
Séries e filmes
Tapete vermelho
Estreias
Oscar
Cannes
Festival do Rio
Angelina Jolie
Jennifer Aniston
Brad Pitt
Tom Cruise
Famosos
Bruna Marquezine
Marina Ruy Barbosa
Virginia Fonseca
Sasha
Anitta
Grazi Massafera
Ivete Sangalo
Kate Middleton
Meghan Markle
Marilia Mendonça
Camila Queiroz
Andressa Suita
Cleo
Sabrina Sato
Larissa Manoela
Paolla Oliveira
BBB 22
Beleza & Estilo
Cabelos
Maquiagem
Cuidados com a pele
Moda
Primavera/Verão
Outono/Inverno
Beleza & Estética
Saúde e Bem-estar
Beleza Madura
Dieta
Astrologia
Coluna É Trend!
Verão 2022

Caso Mari Ferrer: Senado aprova lei Mariana Ferrer, que protege vítima de crime sexual

11 fotos
Veja as fotos!
O Senado aprovou a Lei Mariana Ferrer, que protege a vítima de violência durante julgamento. Agora, o texto segue para sanção presidencial de Jair Bolsonaro. Entenda:

O Senado aprovou a Lei Mariana Ferrer, que protege a vítima de violência durante julgamento e obriga o juiz a zelar pela integridade da mulher em audiências de crimes contra a dignidade sexual. O projeto de lei foi elaborado após Mari Ferrer ter sido constrangida pelo advogado de defesa de André Aranha em frente ao juiz do caso.

O texto segue para sanção presidencial. Se Jair Bolsonaro (sem partido) assinar a lei, o Código Penal mudará para garantir melhor tratamento à vítima de crimes contra a dignidade sexual.

O projeto de lei foi de autoria da deputada federal Lídice da Mata (PSB-BA) e foi apresentado em novembro do ano passado após o ocorrido com Mari Ferrer.

Se sancionada, quem descumprir a lei será responsabilizado nos órgãos de correção e na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

No Twitter, Mari Ferrer comentou a aprovação da lei. "Lei Mariana Ferrer foi aprovada hoje por unanimidade no Senado Federal. Parabéns aos parlamentares por representarem a vontade do povo! Não teremos mais vítimas violadas com a anuência e omissão do judiciário. Os cidadãos de bem aguardam a sanção do Presidente Jair Bolsonaro", escreveu.

Caso Mari Ferrer: André Aranha é absolvido por unanimidade

André Camargo Aranha, empresário acusado por Mariana Borges Ferreira, ou Mari Ferrer, de estupro de vulnerável foi absolvido por unanimidade no dia 7 de outubro.

A decisão do caso foi tomada em segunda instância. Os três desembargadores da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Santa Catarina alegaram falta de provas que incriminem André.

A atualização do caso fez a internet se revoltar novamente. Em poucas horas, "Mari Ferrer" já estava entre os assuntos mais comentados do Twitter.

No caso, a influenciadora digital afirma que, em 2018, foi dopada e obrigada a ter relação sexual enquanto trabalhava na boate Café de La Musique, em Jurerê Internacional.

Justiça aponta que Mari Ferrer e André Aranha tiveram relações

De acordo com a perícia feita durante a investigação, foi comprovado que Mari e André tiveram relações sexuais e que a jovem havia perdido a virgindade. Os exames toxicológicos e de dosagem alcoólica não detectaram qualquer tipo de substância no corpo da jovem. Apesar disso, nas imagens das câmeras de segurança do clube, é possível ver Mari cambaleando. A defesa da jovem diz que não foi descartada a possibilidade de uso de outras substâncias como ketamina.

Acompanhe também as últimas notícias dos famosos pelo nosso Facebook.