Caso Klara Castanho: projeto de lei com nome da atriz pune quebra de sigilo em adoção. Entenda!
Publicado em 28 de junho de 2022 19:07
Por Nathalia Duarte | Notícias dos famosos, celebridades do esporte e TV
Fã de música pop e latina. Gosta de filmes e séries 'escondidas' na Netflix e de memes de subcelebridade.
Após a exposição da história da gravidez de Klara Castanho, um projeto de lei foi criado para punir a quebra de sigilo durante a entrega de um bebê para a adoção.
Caso Klara Castanho: projeto de lei com nome da atriz pune quebra de sigilo em adoção. Entenda! Klara Castanho: história da atriz inspira projeto de lei Klara Castanho: atriz teve uma história de abuso vazada no fim de semana Klara Castanho: após rumores, atriz confirmou que engravidou após ter sido estuprada Klara Castanho: atriz contou o relato em um post emocionante nas redes sociais
Veja + após o anúncio

Klara Castanho teve sua vida pessoal exposta após o vazamento da informação que ela havia engravidado e entregue o bebê para adoção. Com a revelação, a atriz foi às redes sociais contar a série de abusos que sofreu e que a gestação havia acontecido após um estupro. O relato de Klara gerou comoção na web e, na segunda-feira, foi protocolado um projeto de lei que pune a quebra de sigilo de pessoas grávidas que queiram entregar o bebê para adoção.

+ Enfermeira que vazou gravidez da atriz pode ter registro cassado.

O projeto foi criado pela deputada estadual Erica Malunguinho (PSOL-SP). Segundo a parlamentar, a lei tem como objetivo garantir o sigilo para mulheres cis e homens trans que optem por entregar a tutela do bebê de forma legal. Caso Klara Castanho aprove a ideia, a lei deverá ser batizada com o nome da atriz.

A lei também prevê punições para quem vazar as informações. "A pessoa gestante que optar por fazer a entrega direta do bebê para adoção deverá ser tratada com cordialidade pelos profissionais que lhe atenderem, sem que sua decisão seja confrontada a qualquer tempo", diz um dos artigos.

A punição pelo descumprimento da lei será de uma multa que varia entre cerca de R$ 16.000 e R$ 48.000.

Netflix faz ajustes em cenas de abuso vividas pela atriz em nova série

A Netflix está redobrando a atenção na pós-produção da segunda temporada de 'Bom dia, Verônica'. Na série, Klara Castanho interpreta uma jovem de 18 anos que é abusada sexualmente pelo pai, um líder religioso vivido por Reynaldo Gianecchini, que mandou uma mensagem de solidariedade a atriz depois que Klara teve a privacidade violada e relatou ter sido vítima de estupro.

Sobre
Palavras-chave
Famosos brasileiros Entretenimento Principais notícias Polêmica Justiça
Sobre o mesmo tema
Klara Castanho vai receber indenização ao ganhar na Justiça ação contra hospital por quebra de sigilo em caso de abuso sexual e gravidez
Klara Castanho vai receber indenização ao ganhar na Justiça ação contra hospital por quebra de sigilo em caso de abuso sexual e gravidez
20 de março de 2024
Angélica ou Ana Clara? Globo tem impasse sobre apresentadora de novo reality 'Estrela da casa'. Entenda!
Angélica ou Ana Clara? Globo tem impasse sobre apresentadora de novo reality 'Estrela da casa'. Entenda!
26 de janeiro de 2024
Maya Massafera FALOU! Influenciadora quebra o silêncio pela primeira vez, divulga casa de apostas e gera revolta: 'Melhor ficar muda'
Maya Massafera FALOU! Influenciadora quebra o silêncio pela primeira vez, divulga casa de apostas e gera revolta: 'Melhor ficar muda'
13 de julho de 2024
Notícias similares
Ana Hickmann x Alexandre Correa: vazam trechos do processo em que o filho do ex-casal foi colocado como autor
Ana Hickmann x Alexandre Correa: vazam trechos do processo em que o filho do ex-casal foi colocado como autor
6 de fevereiro de 2024
Alexandre Correa ocupa apartamento de Ana Hickmann após decisão judicial e avisa: 'Minha casa'
Alexandre Correa ocupa apartamento de Ana Hickmann após decisão judicial e avisa: 'Minha casa'
17 de março de 2024
Últimas Notícias
Últimas Notícias