Home
Últimas
Famosos Brasileiros
Famosos Internacionais
Famosos na praia
Filhos de famosos
Fotos de famosos
Vídeos
Últimos Web Stories
Sertanejo
Namoro
Instagram dos famosos
Principais notícias
Todos os temas
Novelas
Novela Império
Novela Gênesis
Novela A Vida da Gente
Novela Pega Pega
Novela Nos Tempos do Imperador
Novela A Viagem
Resumo de novelas
TV
A Fazenda 13
Power Couple
Ilha Record
The Masked Singer
Domingão com Huck
Caldeirão
Mais Você
Encontro com Fátima
Fantástico
Cinema
Tapete vermelho
Estreias
Oscar
Cannes
Streaming
Festival do Rio
Angelina Jolie
Jennifer Aniston
Brad Pitt
Tom Cruise
Famosos
Bruna Marquezine
Marina Ruy Barbosa
Virginia Fonseca
Sasha
Anitta
Grazi Massafera
Ivete Sangalo
Kate Middleton
Meghan Markle
Marilia Mendonça
Gabi Martins
Andressa Suita
Sabrina Sato
Larissa Manoela
Casamento
Noivas
Looks para casamento
Make para casamento
Penteados para casamento
Beleza & Estilo
Cabelos
Maquiagem
Cuidados com a pele
Moda
Primavera/Verão
Outono/Inverno
Beleza & Estética
Saúde e Bem-estar
Beleza Madura
Dieta

Feminismo, empoderamento e sororidade. Entenda o significado dessas expressões!

Veja a importância dessas palavras no Dia Internacional da Mulher!

Mais do que uma data comemorativa, o dia 08 de março é uma ocasião para relembrar o poder da mulher na sociedade e também de luta para alcançar novos espaços. Graças ao engajamento dos internautas nas redes sociais e a ascensão dos movimentos sociais, expressões como feminismo, empoderamento, sororidade e equidade estão em alta, mas ainda há dúvidas sobre o real significado dessas palavras e implicações. Para esclarecer, o Purepeople conversou com a professora Maíse Zucco, do curso de Gênero e Diversidade da Universidade Federal da Bahia, que explica a definição de cada conceito.

Feminismo

Assunto comum nos discursos de Angelina Jolie, o feminismo é uma pauta recorrente no mundo feminino, mas há algumas confusões sobre o seu significado. Maíse define a expressão como: " Um movimento que reivindica os direitos das mulheres e que visa a equidade entre homens e mulheres. Quando se fala em feminismo, há um fenômeno que se chama ondas feministas, em que a cada época, a luta pela conquista de uma pauta diferente ganha evidência. No início do século 20 foi o direito ao voto, já nos anos 60, era o direito ao corpo. Atualmente se fala muito da igualdade salarial, mas essa e outras temáticas são debatidas desde o início do movimento e ainda são questões com grandes disparidades. O que une as diversas vertentes do movimento feminista é a luta pela equidade de gênero sem que isso promova outras formas de opressão. Por isso, os feminismos precisam ser lidos no plural, compreendendo as diversas correntes e perspectivas".

Equidade e igualdade

A professora ainda esclarece que um dos principais objetivos do movimento feminista é a equidade de gênero, não a igualdade e explica a diferença entre as duas palavras. "Falar que se deseja igualdade é complicado porque o significado de igualdade é conflituoso já que as pessoas são diferentes. Já a equidade é defendida pelos movimentos feministas porque reconhece as diferenças entre as pessoas, entre mulheres e homens, entre as próprias mulheres, mas considera que essas diferenças não podem ser argumentos para desigualdades sociais. Ou seja, o fato de sermos diferentes não pode justificar que tenhamos acessos distintos à educação, à saúde, à justiça ou tenhamos salários distintos, por exemplo.

Sororidade

Palavra que gera algumas controvérsias na web, a sororidade também foi um termo lembrado pela convidada. "É uma expressão designada para narrar a cumplicidade, empatia e apoio mútuo entre as mulheres. O que se busca é uma cooperação em torno de um bem comum. A palavra vem da noção de irmandade entre as mulheres sem nenhum clima de disputa. Uma série de práticas dos movimentos feministas propagavam a ideia de sororidade, como é o caso dos Grupos de Consciência, onde várias mulheres se uniam e compartilhavam experiências sobre como lidar com a menstruação, as mudanças no corpo e reconhecer o seu poder e lugar de fala na sociedade. Apesar de estar em evidência atualmente, há textos da década de 60 que já usavam a palavra sororidade".

Empoderamento

Assunto importantíssimo ao ponto de Ana Paula Padrão criar um curso para empoderar mulheres, a professora explica a importância do empoderamento feminino: "É entendido como uma série de atitudes que levam a uma valorização e autorreconhecimento do 'ser mulher'. O empoderamento não é concedido, mas passa pela autoconsciência das pessoas e ganha voz através da atuação de vários grupos como na Marcha do Empoderamento Crespo ou na reafirmação do orgulho LGBTTQI (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transsexuais, Travestis, Queer e Intersexo)".

(Por Helena Marques)

Acompanhe também as últimas notícias dos famosos pelo nosso Facebook.