Home
últimas
Famosos Brasileiros
Famosos Internacionais
Famosos na praia
Filhos de famosos
Fotos de famosos
Vídeos
Últimos stories
Sertanejo
Namoro
Instagram dos famosos
Principais notícias
Todos os temas
Novelas
Malhação - Viva a Diferença
Novela Haja Coração
Novela Laços de Família
Novela Flor do Caribe
Novela A Força do Querer
Novela Amor Sem Igual
Novela Salve-se Quem Puder
Novela Nos Tempos do Imperador
Novela Amor de Mãe
Resumo de novelas
TV
A Fazenda 12
Domingão do Faustão
Masterchef Brasil
Caldeirão do Huck
Mais Você
Encontro com Fátima
Fantástico
Cinema
Tapete vermelho
Estreias
Oscar
Cannes
Streaming
Festival do Rio
Angelina Jolie
Jennifer Aniston
Brad Pitt
Tom Cruise
Famosos
Bruna Marquezine
Marina Ruy Barbosa
Sasha
Anitta
Grazi Massafera
Ivete Sangalo
Kate Middleton
Meghan Markle
Marilia Mendonça
Gusttavo Lima
Camila Queiroz
Sabrina Sato
Michel Teló
Juliana Paes
Beleza & Estilo
Cabelos
Make
Moda
Primavera/Verão
Outono/Inverno
Dieta & Saúde
Beleza & Estética

Se você sofre reação a leite, glúten ou ovo, precisa ler essas dicas de nutri!

Compartilhe no Facebook
Garganta inflamada, enxaqueca de repetição e problemas de insônia têm um fator comum: a intolerância alimentar. Pode até não parecer, mas alguns alimentos não são bem digeridos pelo organismo e acabam causando efeitos de médio a longo prazo em determinadas pessoas. Patricia Davidson, nutricionista de Bruna Marquezine e mais famosas, explica o que é a hipersensibilidade tardia e quais os principais sintomas

A intolerância alimentar ou hipersensibilidade tardia é um problema mais comum do que parece. Diferente da alergia a substâncias, a desordem é causada pela dificuldade do organismo de digerir determinados alimentos como glúten, leite e ovo. O corpo não reage imediatamente, mas os efeitos podem ser sentidos a médio e longo prazo, segundo especialistas - é o caso da cantora Simone, da dupla com Simaria. A nutricionista Patricia Davidson explica o que é a intolerância, quais os sintomas e os principais alimentos responsáveis pelo problema.

O que é intolerância alimentar?

Engana-se quem pensa que intolerância alimentar é um sinônimo para as alergias alimentares - isto é, processos em que a reação à comida ingerida é imediata e o corpo logo demonstra sinais físicos, como diarreia, falta de ar e inchaço. No caso das hipersensibilidades tardias, é comum o desenvolvimento de sintomas até quatro dias após consumir o alimento em questão, de acordo com a nutricionista de famosas como Bruna Marquezine e Marina Ruy Barbosa. Já pessoas que ingerem a substância a qual são intolerantes com regularidade podem, inclusive, desenvolver sintomas crônicos derivados do quadro clínico.

Sintomas da intolerância alimentar

Amigdalite, esofagite, rinite, celulite, sinusite, gastrite, inflamação em articulação, problemas de insônia, TPM, problemas intestinais, síndrome do pânico, depressão e enxaquecas de repetição - para a qual peixes, abacate e alimentos ricos em vitamina B6 são recomendados - são sintomas que podem estar relacionados à intolerância alimentar, segundo a expert. É que, muitas vezes, a hipersensibilidade se manifesta na forma de inflamação em órgãos de choque, forçando o uso de antibióticos e outros medicamentos sem resolver a raiz do problema, ou seja, a alimentação. "Não estamos falando de alergias alimentares, que são um processo em que você come o alimento e imediatamente tem uma reação. Nas hipersensibilidades tardias, você pode ter uma reação até quatro dias que consumir um alimento. Se você come esse alimento com certa regularidade, pode ter um sintoma crônico derivado disso. Muitas vezes essas condições (enxaqueca, insônia, prisão de ventre) estão relacionadas a uma hipersensibilidade alimentar, vale a pena checar".

Alimentos comuns e como diagnosticar

"Os culpados pelas hipersensibilidades alimentares são os alimentos que a pessoa consome com muita regularidade", afirma Patricia, que dá dicas para focar na dieta e evitar armadilhas pelo caminho. Glúten, proteína do leite de vaca, ovo, castanha-de-caju, couve, morango, milho, soja e castanha-do-pará são algumas das possibilidades - embora não exista uma resposta padrão que funcione para todos os casos. É possível identificar a intolerância por dois caminhos: exames específicos (diferentes daqueles feitos para descobrir alergias alimentares) e sintomas ou sinais clínicos. Defensora do jejum intermitente para a perda de peso, a expert defende a importância de diagnosticar a incompatibilidade do organismo com cerca de 60 alimentos e categorizá-la em três estágios de intolerância: leve, média ou severa.

(Por Bruna Vilar)

Acompanhe também as últimas notícias dos famosos pelo nosso Facebook.