Home
Últimas
Famosos Brasileiros
Famosos Internacionais
Famosos na praia
Filhos de famosos
Fotos de famosos
Vídeos
Últimos Web Stories
Sertanejo
Namoro
Instagram dos famosos
Principais notícias
Todos os temas
Novelas
Novela Império
Novela A Vida da Gente
Novela Gênesis
Novela Salve-se Quem Puder
Novela Nos Tempos do Imperador
Novela A Viagem
Resumo de novelas
TV
Power Couple
BBB21
Domingão do Faustão
Caldeirão do Huck
Mais Você
Encontro com Fátima
Fantástico
Cinema
Tapete vermelho
Estreias
Oscar
Cannes
Streaming
Festival do Rio
Angelina Jolie
Jennifer Aniston
Brad Pitt
Tom Cruise
Famosos
Bruna Marquezine
Marina Ruy Barbosa
Sasha
Anitta
Grazi Massafera
Ivete Sangalo
Kate Middleton
Meghan Markle
Marilia Mendonça
Gusttavo Lima
Andressa Suita
Sabrina Sato
Larissa Manoela
Juliette
Casamento
Noivas
Looks para casamento
Make para casamento
Penteados para casamento
Beleza & Estilo
Cabelos
Maquiagem
Cuidados com a pele
Moda
Primavera/Verão
Outono/Inverno
Beleza & Estética
Saúde e Bem-estar
Dieta

Paulo Gustavo morre aos 42 anos após mais de 1 mês internado por complicações da Covid-19

Paulo Gustavo morreu aos 42 anos após passar quase dois meses internado com Covid-19. Seu quadro foi considerado irreversível pela equipe médica e a morte confirmada na noite desta terça-feira (04).

Paulo Gustavo morreu aos 42 anos nesta terça-feira (04), após passar quase dois meses internado com Covid-19 em hospital do Rio de Janeiro. No último dia 2, o estado se agravou, foi considerado irreversível após após complicações por uma embolia pulmonar. O humorista havia acordado e interagido com equipe médica e marido, Thales Bretas antes da piora no quadro de saúde.

Em comunicado oficial, a assessoria do ator indicou: "Às 21:12h desta terça-feira, 04/05, lamentavelmente o paciente Paulo Gustavo Monteiro faleceu, vítima da COVID-19 e suas complicações".

"Em todos os momentos de sua internação, tanto o paciente quanto os seus familiares e amigos próximos tiveram condutas irretocáveis, transmitindo confiança na equipe médica e nos demais profissionais que participaram de seu tratamento. A equipe profissional que participou de seu tratamento está profundamente consternada e solidária ao sofrimento de todos", indicava ainda a nota.

Ator usou pulmão artificial

Durante o período no hospital, o ator foi intubado, precisou recorrer a um pulmão artificial para respirar e necessitou de transfusão de sangue. Mesmo assim seu marido mostrava-se confiante em uma recuperação do ator, criador e intérprete da dona Hermínia, personagem que viveu o teatro, cinema e TV.
Família, amigos e fãs do artista também se uniram em uma corrente de fé durante os quase 60 dias de internação, em um tratamento avaliado em mais de R$ 1 milhão. Um deles, o empresário Anderson Baumgartner chegou a relatar que sonhou com Paulo deixando o hospital. Ainda não há informações sobre velório e sepultamento do humorista.

Paulo Gustavo começou carreira no teatro vivendo dona Hermínia

Nascido Paulo Gustavo Amaral Monteiro de Barros em Niterói em 30 de outubro de 1978, o ator, humorista, diretor e roteirista viu a carreira deslanchar em 2004 quando na peça "Surto" apresentou a personagem que carregaria por toda vida, dona Hermínia, inspirada na própria mãe e que abordava questões ligadas à sexualidade. Formado pela Casa das Artes de Laranjeiras, estrelou o seu primeiro monólogo em 2006, "Minha Mãe é Uma Peça", dando vida à Hermínia.

Com o espetáculo, no qual chegou a contracenar com a mãe em números musicais, Paulo foi indicado ao Prêmio Shell de Melhor Ator. O sucesso de "Minha Mãe é Uma Peça" rendeu três adaptações para o cinema (em 2013, 2016 e 2019) e um livro (2015). Logo na primeira parte da trilogia, se tornou campeão de bilheteria daquele ano com mais de 4.600 milhões de espectadores. A segunda levou ainda mais brasileiros aos cinemas, 9 milhões de pessoas. Por fim, a sequência final voltou a atrair 9 milhões de espectadores e, de quebra, arrecadou quase R$ 144 milhões, recorde na história do cinema nacional.

Família, amigos e fãs do artista também se uniram em uma corrente de fé durante os quase 60 dias de internação, em um tratamento avaliado em mais de R$ 1 milhão. Um deles, o empresário Anderson Baumgartner chegou a relatar que sonhou com Paulo deixando o hospital. Ainda não há informações sobre velório e sepultamento do humorista.

Paulo Gustavo começou carreira no teatro vivendo dona Hermínia

Nascido Paulo Gustavo Amaral Monteiro de Barros em Niterói em 30 de outubro de 1978, o ator, humorista, diretor e roteirista viu a carreira deslanchar em 2004 quando na peça "Surto" apresentou a personagem que carregaria por toda vida, dona Hermínia, inspirada na própria mãe e que abordava questões ligadas à sexualidade. Formado pela Casa das Artes de Laranjeiras, estrelou o seu primeiro monólogo em 2006, "Minha Mãe é Uma Peça", dando vida à Hermínia.

Com o espetáculo, no qual chegou a contracenar com a mãe em números musicais, Paulo foi indicado ao Prêmio Shell de Melhor Ator. O sucesso de "Minha Mãe é Uma Peça" rendeu três adaptações para o cinema (em 2013, 2016 e 2019) e um livro (2015). Logo na primeira parte da trilogia, se tornou campeão de bilheteria daquele ano com mais de 4.600 milhões de espectadores. A segunda levou ainda mais brasileiros aos cinemas, 9 milhões de pessoas. Por fim, a sequência final voltou a atrair 9 milhões de espectadores e, de quebra, arrecadou quase R$ 144 milhões, recorde na história do cinema nacional.

Paulo Gustavo atuou no cinema ao lado de Xuxa

Ainda nas telonas, atuou em outros oito filmes, como "Xuxa e o Mistério de Feiurinha" (2009) e "Fala Sério, Mãe!" (2017). Além de dona Hermínia, Paulo interpretou outros personagens marcantes como o Valdomiro e o Iraci, ambos do "Vai que Cola". A estreia na TV, no entanto, correu na novela "Prova de Amor", em 2006. Depois integrou o elenco de humorísticos e séries como "Minha Nada Mole Vida", "Faça Sua História" e "Casos e Acasos" e conduziu o "Paulo Gustavo na Estrada" (2014).

Desde 2017, Paulo atuava em "A Vila", como o Rique. Paralelamente, apresentou o "Prêmio Multishow de Música Brasileira", de 2012 a 2015 e entre 2019 e 2020, dividindo o palco com Tatá Werneck, Ivete Sangalo, Iza e Anitta. No fim de 2020, ganhou um especial na Globo, o "220 Volts". De março do ano passado, quando o período de isolamento social começou, até ser internado, o ator interagiu ainda com fãs, dessa vez através de lives.

Paulo e Thales se casaram em 2015 com festa sem beijo no altar

Em dezembro de 2015, o humorista se casou com o dermatologista Thales Brettas em uma festa sem beijo no altar, padrinhos e buquê. A cerimônia reservada ocorreu no Parque Lage, na Zona Sul do Rio, e o casal usou fraque branco e braços dados entraram ao som da tradicional Marcha Nupcial. Ao todo, 500 pessoas acompanharam o casamento, quando Paulo e Thales lembraram a aceitação por parte das famílias, que também compareceram à cerimônia.

"Esse ano eu dei mais um passo na minha história, com ajuda do cara mais especial que eu conheci na minha vida, que foi o Thales Bretas. Um cara amigo, generoso, carinhoso, estudioso, batalhador e com uma família linda, que o ama, que tem orgulho dele e que agora é minha também. É com ele que eu resolvi me casar e viver para o resto da vida!", afirmou o ator na época.

Em cerca de 1 ano e meio, o casal começou a planejar o aumento da família através da barriga de aluguel, anunciada em outubro de 2017. Mas, dois meses depois, houve a interrupção da gravidez de maneira espontânea. Contudo, o sonho de paternidade se tornou real em agosto de 2019, com o nascimento de Gael e Romeu. E foi o marido e os filhos que Paulo participou de um programa de Youtube de Sabrina Sato em 2020, já durante o período de isolamento social.

As crianças, aliás, eram presença constantes em suas redes sociais e o humorista sempre exaltava a relação entre os quatro. "Meus amores da vida! Chega doer de tanto amor! Não vivo sem vocês!", escreveu no final do ano passado.

Acompanhe também as últimas notícias dos famosos pelo nosso Facebook.