Home
Últimas
Famosos Brasileiros
Famosos Internacionais
Famosos na praia
Filhos de famosos
Fotos de famosos
Vídeos
Últimos stories
Sertanejo
Namoro
Instagram dos famosos
Principais notícias
Todos os temas
Novelas
Malhação - Viva a Diferença
Novela Haja Coração
Novela Laços de Família
Novela Flor do Caribe
Novela A Força do Querer
Novela Gênesis
Novela Salve-se Quem Puder
Novela Nos Tempos do Imperador
Novela Amor de Mãe
Resumo de novelas
TV
BBB21
Domingão do Faustão
Masterchef Brasil
Caldeirão do Huck
Mais Você
Encontro com Fátima
Fantástico
Cinema
Tapete vermelho
Estreias
Oscar
Cannes
Streaming
Festival do Rio
Angelina Jolie
Jennifer Aniston
Brad Pitt
Tom Cruise
Famosos
Bruna Marquezine
Marina Ruy Barbosa
Sasha
Anitta
Grazi Massafera
Ivete Sangalo
Kate Middleton
Meghan Markle
Marilia Mendonça
Gusttavo Lima
Andressa Suita
Sabrina Sato
Larissa Manoela
Juliana Paes
Beleza & Estilo
Cabelos
Make
Moda
Primavera/Verão
Outono/Inverno
Dieta & Saúde
Beleza & Estética
Verão 2020

Saída da realeza, perda gestacional, Netflix e mais: o 2020 de Meghan Markle

Meghan Markle enfrentou momentos delicados e mostrou superação em 2020! Além de deixar a Inglaterra com o marido para ter mais autonomia, ela engravidou e perdeu o segundo filho, se mudou para o Canadá e para os Estados Unidos e mostrou-se uma voz ativa em questões sociais.

Meghan Markle teve um 2020 e tanto! A norte-americana deixou de ser uma integrante-sênior da realeza, passou por duas mudanças de país, enfrentou o luto de uma perda gestacional, foi contratada pela Netflix e se mostrou mais ativa politica e socialmente. O Purepeople organizou uma retrospectiva do ano de Meghan para você relembrar os principais pontos do ano.

Janeiro: 'Megxit' abala realeza e repercute internacionalmente

Antes que 2020 completasse seus 10 primeiros dias, um anúncio de Meghan Markle e Príncipe Harry repercutiu em todo o mundo. Para ter uma vida menos exposta, eles optaram por deixar os postos de membros-sêniores da realeza britânica e se mudar para o Canadá. À época, rumores deram conta que a Rainha Elizabeth II não ficou muito satisfeita com a decisão do neto mais novo.

Fevereiro: segurança é reforçada em casa no Canadá para evitar flagras

No mês seguinte, os pais de Archie já estavam no novo país! Eles optaram por residir em North Saanich, na ilha de Vancouver. O assédio dos paparazzi, no entanto, não diminuiu. Após Meghan ser fotografada com o filho durante uma caminhada no bosque, o casal reforçou a segurança no local e acionou os representantes legais para indicar que qualquer novo flagra poderia gerar uma ação judicial.

Março: 1ª aparição após 'Megxit' acontece sob chuva e vaias

Meghan e Harry voltaram à Inglaterra no começo de março para a premiação Endeavour Found Awards, em Londres. A recepção dos britânicos, contudo, não foi muito calorosa: ao chegarem na Mansion House, ouviram vaias dos presentes. Veja abaixo!

Abril: Lançamento na Disney

No dia 3 do quarto mês do ano foi lançado "Elephant", documentário da Disney narrado por Meghan. Posteriormente, ela comemorou o projeto: "Eu sou muito grata por ter a oportunidade de fazer parte desse projeto que conta a história de elefantes. Tenho muita sorte de poder ir a campo para ver os elefantes em seu habitat natural. Quando você passa um tempo se conectando com eles e com a natureza selvagem, você realmente entende que nós temos um papel importante na preservação e na segurança deles".

Maio: Um ano de Archie

Festa em família! O primeiro aniversário do filho de Meghan Markle e Príncipe Harry foi comemorado de modo intimista pelo casal. Na web, ela apareceu lendo um livro infantil para o menino e arrancando risadas do marido, Príncipe Harry, por conta da interação espontânea entre os dois.

Junho: Compra de mansão nos Estados Unidos

Após uma temporada no Canadá, Meghan e Harry se mudaram para Califórnia, nos Estados Unidos. A nova mansão foi avaliada em R$ 77 milhões e tem números grandiosos. O imóvel tem nove quartos, 16 banheiros, parquinho infantil, piscina, sauna, sala de jogos, quadra de tênis, livraria, escritório, adega, sala de ginástica, spa e garagem para cinco carros.

Julho: primeiro discurso fora da realeza

A saída da realeza não significou um distanciamento das causas sociais para Meghan. Em julho, ela participou da Cúpula de Liderança Global Girl Up e destacou a importância de lideranças femininas. "É um momento em que suas vozes e suas ações nunca foram tão urgentemente necessárias. Podemos nos inspirar em mulheres como a primeira-ministra Jacinda Ardern, que uniu a Nova Zelândia para enfrentar com rapidez e ousadia a Covid-19", indicou em parte de seu discurso sobre a política neozelandesa.

Agosto: aniversário de 39 anos

A comemoração pelo último aniversário de Meghan antes dos quarentena teve a discrição como palavra-chave. De acordo com a imprensa internacional, ela e o marido festejaram a data especial apenas com o filho na mansão da família por conta da pandemia.

Setembro: contrato com Netflix e devolução de quantia milionária

O novo rumo profissional de Meghan - e também de Harry - foi confirmado em setembro, por porta-voz: o casal entrou para o casting de produtores da Netflix. Ambos não devem aparecer diante das câmeras, mas sim elaborar projetos para a plataforma de streaming. "Nosso foco será a criação de conteúdo que informe, mas também dê esperança. Como novos pais, fazer uma programação familiar inspiradora também é importante para nós", indicava o comunicado.

No mesmo mês, os dois também anunciaram que haviam devolvido aos cofres britânicos os R$ 16 milhões usados na polêmica reforma da Frogmore Cottage, residência do casal durante a estadia deles no Reino Unido.

Outubro: ativismo pró-voto

Meghan se posicionou incentivando o voto em primeira eleição após o retorno aos Estados Unidos. "A cada quatro anos dizem-nos a mesma coisa: 'Esta é a eleição mais importante das nossas vidas'. Mas esta é mesmo. Quando votamos, os nossos valores são traduzidos em ações e as nossas vozes são ouvidas", apontou a norte-americana em entrevista à revista "Time".

Novembro: perda gestacional é compartilhada com público

Em um artigo publicado em novembro no "The New York Times", Meghan Markle deu um relato emocionado sobre uma situação comum a muitas mulheres: a perda gestacional. Segundo a mulher de Harry, o casal esperava o segundo herdeiro, mas ela sofreu um aborto espontâneo em julho. "Eu cai no chão com ele nos meus braços, cantarolando uma canção de ninar para nos manter calmos, uma melodia alegre em forte contraste com a minha sensação de que algo não estava certo. Eu sabia, enquanto segurava meu primeiro filho, que estava perdendo meu segundo", escreveu.

Dezembro: Meghan entra no mundo dos negócios

O último mês do ano também foi marcado por uma novidade na trajetória de Meghan: agora, ela também é investidora. Ela escolheu uma start-up comandada por mulheres e focada no mercado da região onde mora. "Tenho orgulho de investir no compromisso de Hannah de adquirir ingredientes éticos e criar um produto que eu pessoalmente amo e tem uma abordagem holística ao bem-estar", indicou a duquesa.

(Por Marilise Gomes)

Acompanhe também as últimas notícias dos famosos pelo nosso Facebook.