Home
últimas
Famosos Brasileiros
Famosos Internacionais
Famosos na praia
Filhos de famosos
Fotos de famosos
Vídeos
Namoro
Instagram dos famosos
Principais notícias
Todos os temas
Novelas
Novela A Dona do Pedaço
Novela Bom Sucesso
Novela Éramos Seis
Malhação - Toda Forma de Amar
As Aventuras de Poliana
Novela Topíssima
Novela Amor de Mãe
Resumo de novelas
TV
Domingão do Faustão
Masterchef Brasil
Caldeirão do Huck
Mais Você
Encontro com Fátima
Fantástico
Famosos
Bruna Marquezine
Marina Ruy Barbosa
Sasha
Anitta
Grazi Massafera
Ivete Sangalo
Kate Middleton
Meghan Markle
Marilia Mendonça
Gusttavo Lima
Camila Queiroz
Sabrina Sato
Michel Teló
Juliana Paes
Beleza e estilo PB valendo 27/08/19
Cabelo
Make
Moda
Dieta & Saúde
Beleza & Estética
Especial Arezzo valendo

Low Carb ou Fodmap: qual dieta combina com você? Nutricionista explica!

Compartilhe no Facebook
Quem nunca se sentiu mal com o próprio corpo ao ver fotos de mulheres de biquíni com uma barriga enxuta, ostentando pernas saradas e bumbum durinho? Atire a primeira pedra quem nunca se sentiu influenciada pelo discurso que se propaga nas redes sociais sobre terror dos carboidratos. Se você é do tipo que tem pavor de carboidratos e tem fixação na dieta Low Carb, já com foco em aderir à dieta Fodmap, precisa ler essa matéria

Quem nunca se sentiu mal com o próprio corpo? Vivemos em uma era onde a propagação da beleza e do skinny body é constantemente associada a um corpo bonito e saudável. O mundo da internet contribui para isso, o que acaba estimulando a fixação pela magreza e principalmente o aumento dos índices de ansiedade e depressão em jovens e adultos, podendo levar a problemas ainda mais sérios como os transtornos alimentares. Se uma corrente contribui para estimular com que a relação com a forma física ganhe outros olhos, ainda é comum que corpos magros e sarados sejam sonho de consumo de muitas mulheres. Purepeople entrevistou a nutricionista Nicole Magluf a fim de entender como a dieta do Fodmap se diferencia da dieta Low Carb e alerta sobre a carbofobia.

Fodmap ou 'dieta dos alimentos fermentáveis'

Sensação de muitos gases, distensões abdominais, episódios frequentes de diarreia ou diagnóstico de síndrome do intestino irritável? A boa notícia é que você pode se beneficiar bastante da estratégia dos Fodmaps. Mas do que se trata? Nada mais é do que uma estratégia voltada especialmente para pessoas que precisam melhorar a saúde do intestino, conforme explica Nicole Magluf: "O Fodmap é um grupo de carboidratos oligossacarídeos, dissacarídeos (lactose), monossacarídeos (frutose) que tem o poder de fermentar dentro do organismo de pessoas que apresentam dificuldades de digestão."

Quais alimentos podem dificultar a digestão?

Segundo a especialista, alguns alimentos naturais podem interferir na má digestão. "Sucos de frutas (monossacarídeos), leite (dissacarídeo), cebola (oligossacarídeo) e lentilha (polissacarídeo) podem ser a razão da causa de alguns tipos de desconforto como gases, constipação e dores abdominais", lista ela, acrescentando que o plano alimentar apresenta melhoras na saúde rapidamente e é bastante benéfico se seguido corretamente, melhorando a absorção dos minerais, na qualidade de vida e na disposição. A ingestão de alimentos ricos em carboidratos como abacate e o mel podem vir a ser problemáticos em pessoas com alguma dificuldade de absorção. Entretanto, antes de cortar esses alimentos (que são ótimos!), consulte um profissional e veja se realmente há necessidade.

Dieta do Low carb e seus mitos

Criada especialmente para pessoas que têm excesso de ingestão de carboidrato, a dieta Low Carb é definida pelo baixo consumo do mesmo. Encontrados principalmente em vegetais ricos em amido, grãos e frutas, esse tipo de dieta enfatiza alimentos ricos em proteínas e gordura boas. "A estratégia dessa dieta se diferencia do Fodmap principalmente na questão da troca dos alimentos. No Fodmap, há a ingestão de raízes, grãos e fibras, que são considerados bons carboidratos, entretanto, não existe a ingestão de açúcar. Já na Low Carb, ocorre a diminuição dos carboidratos e não uma limitação, sendo considerada mais flexível", explica a nutricionista.

Vício em açúcar é amenizado com a dieta low carb

Apesar de ser uma estratégia adequada para quem quer perder peso, não tem um tempo fixo de tratamento. "A ideia da dieta low carb é fazer com que as pessoas indicadas percam o vício no açúcar, nos alimentos industrializados e na farinha branca. É um processo de reeducação alimentar que tem como objetivo fazer com que as pessoas se alimentem de maneira adequada", esclarece Nicole.

Carbofobia: não caia nessa!

A profissional alerta ainda sobre a carbofobia. Essa fobia, como o nome já sugere e que a atriz Isabella Santoni admite ter sofrido, é o medo do consumo dos carboidratos: "Ultimamente eles vêm sendo taxados como o grande vilão da alimentação, o que acaba se tornando muito contraditório, uma vez que os carboidratos são essenciais, além de serem considerados uma das primeiras fontes de energia ao organismo. As pessoas precisam por em mente que excluir o carboidrato não é a solução, e sim fazer a troca dos carboidratos simples, como açúcar e farinhas brancas, por carboidratos saudáveis, de alto valor nutricional." Além disso, uma dieta completamente restritiva acaba sendo a fonte da compulsão. Por isso, é preciso de atenção e principalmente, um acompanhamento especializado.

(Por Martina Orlandini)

Acompanhe também as últimas notícias dos famosos pelo nosso Facebook.