Home
últimas
Famosos Brasileiros
Famosos Internacionais
Famosos na praia
Filhos de famosos
Fotos de famosos
Vídeos
Últimos stories
Sertanejo
Namoro
Instagram dos famosos
Principais notícias
Todos os temas
Novelas
Malhação - Viva a Diferença
Novela Haja Coração
Novela Laços de Família
Novela Flor do Caribe
Novela A Força do Querer
Novela Amor Sem Igual
Novela Salve-se Quem Puder
Novela Nos Tempos do Imperador
Novela Amor de Mãe
Resumo de novelas
TV
A Fazenda 12
Domingão do Faustão
Masterchef Brasil
Caldeirão do Huck
Mais Você
Encontro com Fátima
Fantástico
Cinema
Tapete vermelho
Estreias
Oscar
Cannes
Streaming
Festival do Rio
Angelina Jolie
Jennifer Aniston
Brad Pitt
Tom Cruise
Famosos
Bruna Marquezine
Marina Ruy Barbosa
Sasha
Anitta
Grazi Massafera
Ivete Sangalo
Kate Middleton
Meghan Markle
Marilia Mendonça
Gusttavo Lima
Andressa Suita
Sabrina Sato
Larissa Manoela
Juliana Paes
Beleza & Estilo
Cabelos
Make
Moda
Primavera/Verão
Outono/Inverno
Dieta & Saúde
Beleza & Estética
Verão 2020

Alimentos congelados são saudáveis? Daniel Cady esclarece o potencial nutritivo!

Compartilhe no Facebook
A escolha por alimentos congelados industrializados pode ser uma boa opção se o produto não for processado. Segundo o nutricionista Daniel Cady, há perda de nutrientes maior na forma de congelamento caseira
16 fotos
Iniciar o slideshow
A escolha por alimentos congelados industrializados pode ser uma boa opção se o produto não for processado. Segundo o nutricionista Daniel Cady, há perda de nutrientes maior na forma de congelamento caseira
Quando você inicia uma dieta ou está com falta de tempo para preparar alimentos em casa, muitas vezes os congelados acabam sendo a melhor opção, certo? O nutricionista, no entanto, explica ao Purepeople sobre a diferença dos tipos de congelamentos (caseiros e industriais), se há ou não perda de nutrientes e frisa: 'O mais saudável sempre é preparar alimento fresco. Isso é imbatível'

Você decide adotar um novo estilo de alimentação ou seguir uma dieta mais restritiva para emagrecer, mas a rotina corrida não contribui para o preparo dos alimentos no dia a dia? Nessa loucura toda, os alimentos congelados acabam surgindo como uma alternativa rápida e prática. Porém, devido à variedade de opções e preços, você pode cair em algumas armadilhas: afinal, é possível encontrar produtos no mercado que abrangem desde os alimentos cozidos normalmente e depois congelados até os produtos industrializados que passaram por diversos processos químicos. Mas ainda há quem opte por preparar pratos caseiros num dia da semana para congelá-los e consumir a cada dia. Para saber um pouco mais sobre os prós e contras dos alimentos congelados, Purepeople conversou com o nutricionista Daniel Cady.

'Sempre há uma perda de nutrientes em alimentos congelados', explica marido de Ivete Sangalo

Apesar do boom dos alimentos naturais com grande potencial nutricional, segundo a pesquisa Consumer Watch Express Shopper, da Kantar Worldpanel, realizada em 2017, 61% dos brasileiros consomem pratos congelados, prontos ou semiprontos. Por conta desse número expressivo, o nutricionista esclarece as diferenças. "Há dois tipos de congelamentos, que é o lento, que a gente faz em casa, mas o nosso freezer do congelador não é tão potente. Um exemplo é o núcleo da carne, que demora cerca de um dia para ficar congelado. Quando se congela qualquer alimento de forma lenta, há a formação de cristais no núcleo do alimento, aí quando ele é descongelado esses cristais rompem a célula e extravasa uma série de nutrientes. Por isso que quando uma carne é descongelada em casa, ela pode ficar com muita água ao redor", explica o profissional, responsável também pela alimentação saudável de Ivete Sangalo, com quem é casado. Em seguida, ele dá mais detalhes sobre o procedimento de congelamento industrial: "Eles têm equipamentos ultramodernos que conseguem conservar as características nutricionais e também sensoriais dos alimentos. O que era crocante, continua crocante, mas sempre há uma perda de nutrientes em alimentos congelados, ainda que nesse caso seja mínima. A tendência no mercado é cada vez aumentar esse setor."

'O consumo de alimentos frescos é o melhor', garante o nutricionista

Quem não dispensa uma comida tradicional e faz questão de consumir frutas, verduras e legumes visando um estilo de vida mais saudável, pode comemorar! Daniel Cady explica que nada substitui o alimento natural. "O mais saudável é sempre comer o alimento in natura, comprar na feira e preparar o alimento fresco. Isso é imbatível. Mas é melhor, por exemplo, comer um alimento congelado, feito com comida de verdade, do que miojo, que é altamente processado. Na escala dos congelados, classifico da seguinte forma: o melhor é o fresco, depois resfriado, que é o que está na geladeira mas ainda não congelou. Há empresas que fazem isso, que vendem produtos frios, mas o prazo de validade é menor. Em alguns casos é melhor o congelado saudável do que uma comida altamente industrializada. Eu tento convencer sempre os meus clientes ou pacientes que nada substitui uma comida fresca e que invista na alimentação, porque gastando hoje com comida, você evita no futuro de gastar com remédios. Você planta hoje e colhe amanhã."

(Por Helena Marques)

Acompanhe também as últimas notícias dos famosos pelo nosso Facebook.